Integração do São Francisco é a obra de maior prioridade do meu governo, diz presidente Dilma Rousseff

Trabalhadores constroem o Projeto de Integração do Rio São Francisco.

Trabalhadores constroem o Projeto de Integração do Rio São Francisco.

A presidenta Dilma Rousseff participou, nesta terça-feira (22/12/2015), da cerimônia de entrada em operação da 2ª Estação de Bombeamento-EBV-2, do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco (Pisf), em Floresta (PE). No evento, Dilma afirmou que o Pisf é a obra mais prioritária do governo e garantiu concluir do projeto em 2016.

“A integração do São Francisco é uma realidade muito importante para o Brasil e eu considero que, no meu período de governo, é a obra mais prioritária do ponto de vista do efeito que ela terá na vida de milhões de moradores aqui do semiárido”.

As estações de bombeamento são responsáveis por impulsionar a água de um terreno mais baixo para outro, mais alto. Com o funcionamento da estrutura, a água do Rio São Francisco avançará até o reservatório de Mandantes, o terceiro do Eixo Leste, percorrendo 32,4 quilômetros.

Segundo a presidenta, as águas do rio vão avançar pelos canais e transformar para sempre a paisagem e a vida das pessoas no semiárido nordestino. “A integração do São Francisco avança e não há nada que pare essa interligação”, destacou.

A presidenta enalteceu o tamanho do Pisf, que vai garantir a segurança hídrica de 12 milhões de nordestinos em 390 municípios nos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte, além de empregar atualmente 10 mil pessoas. “Acredito na força do povo brasileiro para elevar esse País às alturas do desenvolvimento. E com segurança hídrica, vocês podem ter certeza, a prosperidade vai crescer nessa terra”.

Dilma se inspirou no mandacaru do sertão para garantir que o governo vai continuar enfrentando a crise. “Sempre olho para o mandacaru e acho muito bonito o fato de que uma flor tão bonita viceja no meio de espinhos. Ou seja, se os espinhos são a crise, a flor do mandacaru vai vicejar com a água aqui do São Francisco”.

A obra atingiu 81,8% de execução física. O projeto é composto por 477 quilômetros de extensão, organizados em dois eixos de transferência de água: Norte, com 260 quilômetros, e o Leste, com 217.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br