Eleições 2016: Viagens de Mechel Temer pelo país priorizarão candidatos do PMDB nas capitais

Michel Temer: "A nova modalidade é que o PMDB vai fazer os programas eleitorais do partido e nós vamos prestigiar os candidatos das capitais dos estados.".

Michel Temer: “A nova modalidade é que o PMDB vai fazer os programas eleitorais do partido e nós vamos prestigiar os candidatos das capitais dos estados.”.

O vice-presidente Michel Temer, presidente nacional do PMDB, iniciará uma série de viagens pelo país com o objetivo de conversar com integrantes do partido sobre a Convenção Nacional da legenda, marcada para março. Ele e o secretário-geral do PMDB, deputado Mauro Lopes (MG), que também participará das viagens se reuniram nesta terça-feira (12/01/2016) para redigir uma carta a ser enviada a todos diretórios estaduais do PMDB sobre o assunto.

As viagens começam no dia 28 de janeiro e terminam no início de março. A convenção está prevista para o dia 19. O objetivo de Michel Temer é buscar apoio para ser reconduzido ao comando do partido.

De acordo com Mauro Lopes, a intenção das viagens por todas as unidades da Federação é discutir com os membros do partido o programa nacional preparatório para as eleições municipais do fim do ano.

“A nova modalidade é que o PMDB vai fazer os programas eleitorais do partido e nós vamos prestigiar os candidatos das capitais dos estados. Ele [candidato das capitais] vai participar do programa para dar mais visibilidade perante o povo”, afirmou o deputado.

Convite

O deputado Mauro Lopes (PMDB-MG) confirmou hoje que foi sondado pela presidenta Dilma Rousseff para assumir a Secretaria de Aviação Civil (SAC). Lopes informou que, há cerca de 15 dias, o ministro da Secretaria de Governo, Ricardo Berzoini, conversou com ele sobre o assunto.

O parlamentar ressaltou, porém, que não foi feito um convite, mas sim uma sondagem. Mauro Lopes se encontrou no fim da tarde com o vice-presidente Michel Temer, que é presidente nacional do PMDB, e disse que este deu aval para que ele assumisse o cargo. A SAC ficou sob o comando do peemedebista gaúcho Eliseu Padilha de 1º de janeiro a 1º de dezembro de 2015.

“Eu não fui convidado. Fui sondado por pessoas da Presidência da República. Perguntei [ao Temer]. Ele disse: ‘Mauro, terá todo meu apoio’. Porque, realmente, ele é o vice-presidente da República e, sendo a vontade da presidenta Dilma, ele apoia totalmente”, afirmou Lopes.

*Com informação da Agência Brasil.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br