Aécio Neve sera o ‘mais chato’ na cobrança de propina, diz delator

Aécio Neves no plenário do Senado. Tucano teria recebido R$ 300 mil da empreiteira UTC, empreiteira envolvida no esquema de corrupção na Petrobras.

Aécio Neves no plenário do Senado. Tucano teria recebido R$ 300 mil da empreiteira UTC, empreiteira envolvida no esquema de corrupção na Petrobras.

O presidente do PSDB e senador Aécio Neves era o “mais chato” na cobrança de propina junto à empreiteira UTC, empresa citada nas investigações da Operação Lava Jato como uma das que operacionalizavam o esquema de pagamento de propinas da Petrobras.

A afirmação foi feita pelo delator Carlos Alexandre de Souza Rocha, conhecido como Ceará, em gravação em vídeo da delação premiada. Ele era o “entregador” do doleiro Alberto Yousseff. O vídeo foi divulgado pelo site do jornal “Folha de S. Paulo”, nesta quinta-feira (21/01/2016).

De acordo com o delator, um diretor da UTC no Rio de Janeiro, com sobrenome Miranda, estava ansioso pela encomenda e disse que o dinheiro estava “sendo muito cobrado”.

Ao ser questionado pelo transportador de propina, o diretor da UTC respondeu que Aécio era o destinatário do valor. Segundo Ceará, o diretor ainda declarou que o tucano era o “mais chato que tinha para cobrar”

De acordo com reportagem publicada no jornal “Folha de S. Paulo”, em dezembro, Aécio teria recebido R$ 300 mil da empreiteira UTC Engenharia, uma das citadas nas investigações como sócia do “clube” de empresas que operacionalizavam o esquema de pagamento de propinas.

Em agosto do ano passado, O doleiro Alberto Youssef reafirmou, em depoimento à CPI da Petrobras, que o ex-presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra, e Aécio Neves receberam propina de desvios da Petrobras e de Furnas.

“Eu confirmo (que Aécio recebeu dinheiro de corrupção) por conta do que eu escutava do deputado José Janene, que era meu compadre e eu era operador dele”, esclareceu o doleiro.

Além disso, dois executivos da construtora mineira Andrade Gutierrez ouvidos no processo da Lava Jato, afirmaram, em acordo de delação premiada, Aécio estaria envolvido no esquema de corrupção. A Andrade Gutierrez foi a maior doadora de recursos na campanha do tucano à presidência em 2014. As doações somaram mais de R$ 20 milhões, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Com informações da Agência PT.

Outras publicações

Os números da operação Lava Jato 9º fase da operação Lava Jato revela detalhes do esquema de corrupção na Petrobras. Números da ação criminal desvelados não possuem paralelo na histó...
Operação Lava Jato: Alberto Youssef diz que pagava propina a mando de agentes políticos Alberto Youssef revela que corrupção tinha comando político. A defesa de Alberto Youssef disse hoje (28/01/2015) à Justiça Federal que o doleiro não...
Camargo Corrêa fecha acordo com Cade e pagará R$ 104 milhões Diretor-presidente da construtora Camargo Corrêa, Dalton dos Santos Avancini foi condenado a 15 anos de prisão. O Conselho Administrativo de Defesa ...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br