Ação do Governo da Bahia objetiva alertar população contra o trabalho escravo

Ação busca alertar população contra o trabalho escravo.

Ação busca alertar população contra o trabalho escravo.

A Semana de Mobilização Contra o Trabalho Escravo inclui ações preventivas, pautadas pela sensibilização e conscientização da sociedade, bem como pela divulgação de canais de denúncia. Turistas e baianos que passaram pelo Pelourinho, nesta segunda-feira (25/01/2016), foram alvos de uma ação com o intuito de informar e prevenir sobre o trabalho escravo. Ação realizada por uma equipe da Secretaria de Justiça, Direitos e Desenvolvimento Social do Estado da Bahia (Justiça Social) faz parte da Semana de Mobilização contra o Trabalho Escravo, uma iniciativa da Comissão Estadual para Erradicação do Trabalho Escravo da Bahia (Coetrae-Ba), que de segunda-feira (25/01/2016) até o dia 28 realizará uma série de ações em pontos estratégicos para alertar para a importância de denunciar qualquer forma de trabalho degradante.

A semana é composta por diversas ações preventivas, pautadas pela sensibilização e conscientização da sociedade, bem como pela divulgação de canais de denúncia. Durante a abordagem, são entregues materiais que explicam sobre trabalho forçado, retenção de documentos, jornada exaustiva e outras formas de exploração que caracterizam o trabalho análogo ao escravo. De acordo com o coordenador do Núcleo de Tráfico de Pessoas da Secretaria de Justiça Social, Admar Fontes, a Semana de Mobilização tem um caráter pedagógico de instrumentalizar a sociedade para que ela seja parceira na luta contra o tráfico de pessoas.

Durante a entrega do material informativo é possível constatar que crimes que violam direitos, como o trabalho escravo e o tráfico de pessoas, ainda repousam no desconhecimento de grande parte da população. O casal de turistas do Rio de Janeiro, Tiago Batista e Renata Batista, explicam que conhecem muito pouco sobre esses tipos de crime. “A gente até sabe que existe, mas não ouvimos falar nos veículos de comunicação”, disse Tiago.

Já a turista brasiliense, Kátia Brant, afirma ter conhecimento sobre a prática criminosa. “Infelizmente muitos jovens caem nas mãos de quadrilhas, por falta de perspectiva na vida”, disse. Agente importante no combate a qualquer forma de exploração, a soldado Sara Menezes explicou que a entrega de material informativo ajuda na repressão policial a qualquer prática de exploração. “Ações como essa nos ajudam para que possamos identificar casos e agir sempre dentro da legalidade”, afirmou.

Semana de mobilização segue até a próxima quinta-feira (28). Locais como o terminal rodoviário e o Aeroporto Internacional serão alvos de ações da Semana de Mobilização contra o Trabalho Escravo. O ponto alto das atividades em Salvador será dia 28, quando acontece um debate público sobre o tema, com a participação de representantes do Ministério Público do Trabalho (MPT), da Polícia Rodoviária Federal, da Justiça do Trabalho da 5ª Região, da Associação dos Magistrados da 5ª Região, do Ministério do Trabalho e Previdência Social da Bahia, Defensoria Pública da União, Confederação Nacional dos Trabalhadores Agrícolas, Instituto Geografar (UFBa) e do Governo do Estado, por meio das secretarias de Justiça Social, do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), Educação (SEC) e Segurança Pública (SSP).

Outras publicações

Salvador: Juventude do PMDB participa da III Conferência Municipal de Políticas Públicas Prefeito ACM Neto participa de atividade do PMDB. A Secretaria Municipal de Promoção Social, Esporte Combate à Pobreza (Semps) realiza a III Conferê...
Referência mundial em linguagem do corpo ministra workshop em Salvador “Neste workshop, o público de Salvador se beneficiará com o autoconhecimento que a linguagem do corpo oferece. Os participantes irão aprender a como ...
Oi abre 300 vagas de emprego em Salvador Companhia de telecomunicações Oi oferta empregos em Salvador. A Oi acaba de abrir (março de 2015) cerca de 300 novas vagas para as funções de Assist...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br