A F 1 da política brasileira

Ferrari F1. (Foto: Alberto Peixoto)

Ferrari F1. (Foto: Alberto Peixoto)

O Brasil está envolvido, desde a campanha para as últimas eleições presidenciais, em uma guerra política travada entre a oposição aliada ao PIG e a situação. Esta atual conjuntura gera instabilidade não só Política como também no crescimento econômico do País e demais segmentos.

Neste imbróglio estão sendo trocados os interesses públicos do País pelos partidários e prioritariamente os pessoais. Nunca se viu na história política do Brasil tanta sujeira; classificar de “mar de lama” é muito pouco; a lei de Gerson nunca foi colocada em prática como nos dias de hoje; propina passou a ser o substantivo mais citado dos últimos tempos; a imagem internacional do Brasil está excessivamente desgastada.

Com certeza absoluta chegou a hora de oposição e governo darem um basta nisso tudo. Como na Fórmula 1, é fundamental criar um “safety car”, um carro diferente dos que estão competindo que entra no momento crítico da corrida, como em acidentes, chuva intensa, condições inseguras da pista ou qualquer outro motivo que venha a comprometer a segurança da prova.

Com o “safety car” político, os partidos e todos os envolvidos nesta guerra insana, teriam tempo suficiente para “arrumar a casa” e depois que o país tomasse fôlego retornariam à vida normal. Não quero dizer com isso que voltariam a roubar e praticar todo ato de corrupção que se vem praticando.

Já é hora de governo e oposição dialogarem e defenderem os interesses do Brasil, deixando de lado as “picuinhas” e as “tendências particulares”, passando a colocar como prioridade o cidadão que paga impostos altíssimos, na maioria das vezes se submetendo a sacrifícios.

Sobre o autor

Alberto Peixoto
Antonio Alberto de Oliveira Peixoto, nasceu em Feira de Santana, em 3 de setembro de 1950, é Bacharel em Administração de Empresas pela UNIFACS, e funcionário público lotado na Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia, atua como articulista do Jornal Grande Bahia, escrevendo semanalmente, é escritor e tem entre as obras publicadas os livros de contos: 'Estórias que Deus Duvida', 'O Enterro da Sogra, 'Único Espermatozoide', 'Dasdores a Difícil Vida Fácil', participou da coletânea 'Bahia de Todos em Contos', Vol. III, através da editora Òmnira. Também atua incentivador da cultura nordestina, sendo conselheiro da Fundação Òmnira de Assistência Cultural e Comunitária, realizando atividades em favor de comunidades carentes de Salvador, Feira de Santana e Santo Antonio de Jesus. É Membro da Academia de Letras do Recôncavo (ALER), ocupando a cadeira de número 26. Saiba mais visitando: http://www.albertopeixoto.com.br