Vereador cobra conclusão das obras iniciadas pela Prefeitura de Feira de Santana

Alberto Matos Nery: "Temos denunciado constantemente os maus tratos que vêm passando os terminais rodoviários de Feira de Santana. No terminal central, os sanitários foram todos interditados, a parte interna virou uma feira livre e não há fiscalização.".

Alberto Matos Nery: “Temos denunciado constantemente os maus tratos que vêm passando os terminais rodoviários de Feira de Santana. No terminal central, os sanitários foram todos interditados, a parte interna virou uma feira livre e não há fiscalização.”.

Em pronunciamento na tribuna da Casa da Cidadania, nesta terça-feira (08/12/2015), o vereador Alberto Nery (PT) falou sobre o estado de conservação dos terminais de ônibus da cidade e sobre obras iniciadas e não concluídas pelo Governo Municipal. Segundo o petista, a população feirense não tem interesse em novas obras, mas na conclusão das que foram iniciadas.

“Temos denunciado constantemente os maus tratos que vêm passando os terminais rodoviários de Feira de Santana. No terminal central, os sanitários foram todos interditados, a parte interna virou uma feira livre e não há fiscalização. Quando houve licitação, a Prefeitura anunciou que iria reformar. Queremos, através do líder do Governo, levar para o Secretário de Transporte e Trânsito o que está acontecendo, para que ele possa recuperar os terminais, principalmente o central, porque não tem condição de as pessoas continuarem usando da maneira que se encontram”, disse Nery.

Em seguida, o petista falou sobre as obras não concluídas pelo Governo Municipal. “O líder do Governo colocou que Ronaldo estará, na próxima semana, anunciando um canteiro de obras, mas o povo de Feira de Santana não quer ouvir anúncios de obras que se iniciam e não terminam, a exemplo do Mercado de Arte, que começou dia 27 de janeiro de 2014 e era para ser concluída em 27 de julho de 2014. Estamos completando 675 dias e sequer a obra foi acabada”, reclamou.

Para Nery, o prefeito deveria ouvir os anseios dos comerciantes do Mercado de Arte. “Ontem encontrei Ronaldo na porta de minha casa fiscalizando uma obra. Ele deveria ir onde estão os comerciantes do Mercado de Arte ouvir suas necessidades, pois muitos estão sem dinheiro para pagar até o aluguel dos boxes”, disse.

Em aparte, o vice-líder governista, vereador Marcos Lima (PRP), defendeu o Governo do Município, afirmando que as obras do MAP não foram concluídas por conta do atraso da verba federal. “Vossa Excelência deveria lembrar que foi o Governo Federal quem não mandou o dinheiro para terminar aquela obra. Quanto ao aluguel dos boxes, quem paga é o Município e isso foi bem divulgado na mídia. Infelizmente, a obra atrasou, mas ano que vem estará concluída e os comerciantes ficarão em um lugar reformado”, explicou.

De volta com a palavra, o oposicionista lembrou-se da reforma da praça da Matriz, que teve a obra concluída em tempo hábil. “Ela, o prefeito tinha interesse de inaugurar, sendo que a última parcela da verba está chegando agora. Poderia fazer o mesmo com o MAP: se tivesse interesse em concluir, a empresa terminava a obra com recursos próprios, depois a Prefeitura repassava a verba. Eu queria que fossem cumpridos os prazos estabelecidos. Estamos torcendo para que todos consigam sobreviver até o fim das obras. E, quando elas forem entregues, vamos ver o que foi feito de tão encantador”, pontuou.

Dando continuidade ao discurso, Nery ressaltou que a população não tem interesses em novas obras. “Durante o final de semana estive na Pedra Ferrada e vi que há uma via interditada. A via que o prefeito inaugurou, inclusive com show de banda. Obra não concluída, serviço mal feito. Outra situação é a UPA da Queimadinha, onde o Município anunciou a desapropriação e o reinício das obras e, até agora, nada foi feito. Precisamos que o prefeito cumpra com o término das obras”, cobrou.

Deputado Targino

Para finalizar, o petista rebateu o pronunciamento do líder do Governo na Casa, vereador José Carneiro Rocha (PSL), que afirmou que o deputado estadual Targino Machado não se manifestou contrário ao prefeito José Ronaldo de Carvalho. “Quem não lembra que, quando terminou as eleições, Targino se mostrou contra o prefeito nos meios de comunicação”, indagou Nery.

Outras publicações

Feira de Santana reúne em congresso internacional forças de segurança Especialistas de diversos países reunidos para troca de experiências em Feira de Santana. Até domingo, 1º de novembro de 2015, Feira de Santana esta...
Matrículas abertas: Oficinas de Arte e Cultura no Amélio Amorim em Feira de Santana Dança Balé – Profa. Valéria Abreu (R$ 60,00 taxa única – 3 meses de aula) Segundas e Quartas: 3 a 5 anos – 16h às 17h 6 a 8 anos – 15h às 16...
Prefeitura de Feira de Santana assina contrato para construção do Centro Comercial Popular Convite da Prefeitura Municipal de Feira de Santana para assinatura do contrato com o Consórcio Feira Popular S.A. Com o objetivo de construção, man...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br