Residência do senador Edison Lobão também é alvo de buscas da Operação Catilinárias

O dono da UTC Engenharia, Ricardo Pessoa, acusado de ser o chefe do cartel das empreiteiras, citou o nome do senador Edison Lobão (PMDB-MA), ex-ministro de Minas e Energia, em acordo de delação premiada a investigadores da Operação Lava Jato.

O dono da UTC Engenharia, Ricardo Pessoa, acusado de ser o chefe do cartel das empreiteiras, citou o nome do senador Edison Lobão (PMDB-MA), ex-ministro de Minas e Energia, em acordo de delação premiada a investigadores da Operação Lava Jato.

O senador Edison Lobão (PMDB-PI) é um dos alvos da Operação Catilinária, deflagrada na manhã de hoje (15/12/2015), pela Polícia Federal, no Distrito Federal e em sete estados. Desde às 6h da manhã de hoje, a PF cumpre mandados de busca e apreensão nas residências dos investigados, como o presidente da Câmara, Eduardo Cunha.

O advogado de Lobão, Antônio Carlos de Almeida Castro, disse à Agência Brasil que as buscas ocorrem na antiga residência do senador, da qual ele está se mudando, mas onde ainda se encontram a maioria de seus pertences. “Achamos a medida desnecessária, dado o constrangimento, mas é um direito do Ministério Público, que foi autorizado pelo Supremo [Tribunal Federal]”.

De acordo com Almeida Castro, o senador Lobão está tranquilo. “O senador acompanha a medida sem nenhuma preocupação com o que vai ser apreendido.”

*Com informações da Agência Brasil.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br