Professor da UFRB é homenageado com nome de nova espécie de mandioca silvestre

A espécie recém-descrita foi encontrada pelos pesquisadores na Serra da Petrovina, em Mato Grosso.

A espécie recém-descrita foi encontrada pelos pesquisadores na Serra da Petrovina, em Mato Grosso.

A espécie recém-descrita foi encontrada pelos pesquisadores na Serra da Petrovina, em Mato Grosso.O professor aposentado da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), Paulo Cezar Lemos de Carvalho, foi homenageado com o uso de seu nome para denominar uma nova espécie de mandioca silvestre, intitulada Manihot cezarii M. Martins. A planta está entre as 15 novas espécies descobertas pelo projeto “Coleta e Conservação de Espécies Silvestres de Manihot no Brasil”, realizado por pesquisadores da UFRB e da Embrapa Mandioca e Fruticultura, desde 2010.

“Além de ser um dos maiores conhecedores deste gênero, ao qual pertence a mandioca, Paulo Cezar sempre se destacou como educador, na formação de estudantes do Ensino Médio e Superior em Cruz das Almas e cidades vizinhas”, reconheceu o professor da UFRB, Márcio Martins, um dos autores do estudo, em parceira com o pesquisador da Embrapa, Carlos Alberto Ledo. A descrição da nova espécie foi publicada no número 24 do periódico Novon, publicado pelo Missouri Botanical Garden, Estados Unidos, e está disponível online no link http://www.bioone.org/doi/pdf/10.3417/2014012.

Manihot cezarii M. Martins é encontrada nos estados de Goiás e Mato Grosso, tem folhas planas e verde-azuladas e inflorescências pêndulas, com brácteas foliáceas, características que a distinguem de outras espécies do grupo. É considerada como Em Perigo (EN) de acordo com os critérios da Lista Vermelha da International Union for Conservation of Nature (IUCN), por ter distribuição restrita a menos do que 5.000 km2 e por não existir em mais do que cinco localidades. “Muitas espécies deManihot são consideradas ameaçadas, daí a importância de mantê-las cultivadas nas coleções de campo das instituições envolvidas neste projeto”, disse Martins.

Histórico das pesquisas – De acordo com Martins, as pesquisas com parentes silvestres de mandioca iniciaram-se em 1995 na antiga Escola de Agronomia da Universidade Federal da Bahia (UFBA), juntamente com a Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia (CENARGEN), e se estenderam até o ano 2000. “Nesse período, o professor Paulo Cezar e o pesquisador da CENARGEN, Antônio Costa Allem, viajaram pelo Brasil e coletaram espécies silvestres de Manihot com finalidade taxonômica e conservacionista, mantendo acessos dos materiais coletados em áreas experimentais de ambas as instituições”, disse.

Com o novo projeto iniciado em 2010 e financiado pela Embrapa, o CNPq e a FAPESB, foram visitados 15 estados brasileiros, a maioria no Nordeste e Centro-Oeste. Como resultado, foram coletados cerca de 300 exemplares de 40 espécies silvestres de Manihot e descobertas 15 novas espécies. Das espécies novas descobertas, três já foram descritas: Manihot breviloba P. Carvalho & M. Martins, que ocorre no litoral de Sergipe, Manihot bellidifolia P. Carvalho & M. Martins e Manihot longiracemosa P. Carvalho & M. Martins, que ocorrem na Chapada Diamantina.

“A descrição de novas espécies é importante para o melhor entendimento de nossa diversidade e do seu estado de conservação. Com esse conhecimento, podemos tomar medidas que preservem essas espécies e o ecossistema onde elas ocorrem”, explicou Martins. “Os dados coletados nas pesquisas também estão auxiliando os programas de melhoramento e pré-melhoramento da mandioca desenvolvidos pela Embrapa Mandioca e Fruticultura. Num primeiro momento, toda espécie silvestre é potencialmente útil nesse processo”, acrescentou.

Outras publicações

Ano letivo 2016 começa para 835 mil estudantes da rede estadual da Bahia Elísio Souza, diretor do Colégio Estadual Rômulo Almeida. Muita expectativa marcou, na manhã desta segunda-feira (15/02/2015), a volta às aulas dos ...
Evento na FTC de Feira de Santana reúne empreendedores e estudantes de Administração 1º Encontro de Administradores (ENCAD) de Feira de Santana. Transformar problema em oportunidade, entender as dificuldades como desafios, ampliar o ...
As inscrições para o Concurso Público da imprensa Oficial estão acabando Termina no dia 26 de fevereiro de 2010 o prazo de inscrição para o Concurso Público da Imprensa Oficial. Os cargos exigem formação em Jornalismo ou Pu...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br