Presidente Dilma Rousseff determina a novos ministros da área econômica que tenham metas realistas e factíveis

Presidente Dilma Rousseff durante cerimônia de posse do ministro da Fazenda Nelson Barbosa. Presidente lembrou aos ministros que flexibilidade e previsibilidade são princípios essenciais para incentivar investimentos.

Presidente Dilma Rousseff durante cerimônia de posse do ministro da Fazenda Nelson Barbosa. Presidente lembrou aos ministros que flexibilidade e previsibilidade são princípios essenciais para incentivar investimentos.

A presidenta Dilma Rousseff orientou aos novos ministros, Nelson Barbosa, da Fazenda, e Valdir Simão, do Planejamento, que trabalhem com metas realistas e factíveis, para construir a credibilidade da política econômica do País. Dilma disse que eles terão seu apoio para fazer todo o possível a fim de retomar o crescimento, “sem guinadas e sem mudanças bruscas”, a fim de tornar o ambiente mais amigável aos investimentos. As afirmações foram feitas durante a posse dos ministros, no Palácio do Planalto.

Diante de uma plateia repleta de representantes do sistema bancário e de vários setores da economia, entre eles o empresário Luiz Carlos Trabuco Cappi, presidente do Bradesco; o economista Pérsio Arida, do BTG Pactual; Roberto Egydio Setúbal, presidente do Banco Itaú; e Murilo Portugal, presidente da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), que vieram prestigiar a posse, a presidenta Dilma lembrou aos ministros que flexibilidade e previsibilidade são princípios essenciais para incentivar investimentos.

“Por isso, três orientações imediatas eu levo aos ministros da área econômica: trabalhar com metas realistas e factíveis para construir credibilidade; atuar para estabilizar e reduzir consistentemente a dívida pública, e fazer o que for preciso para retomar o crescimento sem guinadas e sem mudanças bruscas, atuando neste ambiente de estabilidade, previsibilidade e flexibilidade”, afirmou.

Antes, ao abrir a cerimônia, a presidenta agradeceu ao economista Joaquim Levy, afirmando que sua presença à frente do Ministério da Fazenda neste ano foi decisiva para que o governo fizesse ajustes imprescindíveis.

“Sua dedicação, assim como seu trabalho, ajudaram na aprovação da legislação fiscal, mesmo em um ambiente de crise política. Joaquim Levy, cuja competência já era conhecida, revelou grande capacidade de agir com serenidade e eficiência, mesmo sob intensa pressão. Em um momento conturbado na economia e na política, o ministro Joaquim Levy superou difíceis desafios e muito contribuiu para a estabilidade e a governabilidade. Agradeço sua colaboração inestimável, que jamais deixarei de reconhecer”, enfatizou.

Sobre os novos ministros, declarou ter plena confiança na capacidade dos dois, já demonstrada em funções relevantes do seu governo. E desejou muita sorte e trabalho na reconstrução das bases para um novo ciclo de crescimento sustentável do País. “Não lhes faltará apoio do governo e meu, pessoal, pois o sucesso dessa equipe econômica será, sem duvida, uma vitória do Brasil e do povo brasileiro. vamos ao trabalho”, conclamou.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br