Plano de Demissão Voluntária é acionado pela Ford em Camaçari; meta é atingir 2000 funcionários

Montadora Ford planeja reduzir em 2000 empregados a planta industrial de Camaçari.

Montadora Ford planeja reduzir em 2000 empregados a planta industrial de Camaçari.

Reportagem do Jornal Folha de São Paulo, publicada na segunda-feira (13/12/2015), informa sobre a implantação, pela montadora Ford, de um Plano de Demissão Voluntária (PDV) com a finalidade de atingir o número de 2000 funcionários na planta industrial de Camaçari. Segundo a Ford, há 9.000 empregados diretos no complexo de Camaçari, entre Ford e parceiros – o sindicato dos trabalhadores estima em 12 mil, além de 2.500 prestadores de serviço.

Em nota, a Ford diz que abriu o PDV “devido à necessidade de ajustar a produção à demanda de mercado” e que os empregados poderão aderir entre 4 e 15 de janeiro de 2016. No comunicado distribuído aos funcionários, a Ford atribui ao “agravamento da crise econômica” os motivos para propor o PDV. A montadora deve encerrar o terceiro turno de produção em Camaçari a partir de março de 2016, o que, segundo o anúncio, provocará “um excedente de mão de obra de aproximadamente 2.300 profissionais”.

O sindicato dos metalúrgicos diz que está em negociação há 15 dias para tentar que a montadora implante outras medidas além do PDV, como férias coletivas a partir de fevereiro e o lay off (afastamento temporário) a todos os funcionários previstos para serem desligados e que não venham a aderir ao PDV. Os metalúrgicos não descartam greve caso a Ford não aprove as demais alternativas ao PDV.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br