Orquestra Regional e Banda Sinfônica do Piemonte da Diamantina realizam primeira apresentação pública em Jacobina

Cartaz do Concerto da Orquestra Regional Piemonte Diamantina

Cartaz do Concerto da Orquestra Regional Piemonte Diamantina

Iniciativa integra as Caravanas Pedagógicas da Rede de Projetos Orquestrais da Bahia. No próximo dia 5 de ezembro (sábado), às 20h, a Orquestra Regional e a Banda Sinfônica do Piemonte da Diamantina farão sua primeira apresentação pública, no Auditório do COMUJA (Colégio Municipal de Jacobina), em Jacobina. O concerto faz parte das ações que a Rede de Projetos Orquestrais da Bahia desenvolve no interior do Estado em 2015, com a participação da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), por meio do Neojiba. O objetivo é criar um ambiente de cooperação mútua entre parceiros que trabalham com formação e prática musical coletiva em um mesmo território de identidade.

A Orquestra Regional do Piemonte da Diamantina é formada por 60 músicos dos projetos Flor do Meu Sertão, de Capim Grosso e Arte de Tocar, de Jacobina. Nesse primeiro concerto, a Orquestra irá apresentar ao público sete peças clássicas e populares. Entre elas, composições da coletânea tradicional europeia, escritas pelo russo Tchaikovsky e o alemão Johannes Brahms, e outras brasileiras como Aquarela do Brasil, de Ari Barroso, e Batuque, de Lorenzo Fernandez.

A Banda Sinfônica do Piemonte da Diamantina conta com 60 integrantes das filarmônicas Rio do Ouro e 2 de Janeiro, ambas de Jacobina. Na apresentação pública do próximo sábado, a banda irá apresentar quatro peças com arranjos para metais. Entre elas, o Dobrado Ouro Negro, de Joaquim Antônio Naegele, e Centuria, de James Swearingen.

O repertório das duas formações é fruto de muito trabalho desenvolvido ao longo de cinco finais de semana, entre os meses de Junho a Novembro, durante a edição 2015 das Caravanas Pedagógicas da Rede de Projetos Orquestrais da Bahia.

“Entre as filarmônicas aqui de Jacobina sempre houve um diálogo, mas algo muito pontual e não formalizado. A proposta de constituição de uma Orquestra Regional foi um aspecto muito especial do projeto, porque criou uma interação maior entre nós”, avalia Celso Santos, coordenador da Filarmônica 2 de Janeiro, que faz parte da Banda Sinfônica do Piemonte da Diamantina. “A partir desses encontros, compreendemos melhor a realidade e as limitações de cada projeto e começamos a cooperar entre nós para alcançar um objetivo comum”, completou.

Na opinião de Celso, a experiência fortaleceu o senso de colaboração entre os grupos, além de possibilitar o crescimento dos músicos. “O contato com um repertório que não estávamos habituados a executar, nos apresentou dificuldades que nos aproximaram. Através disso, nasceu a cooperação e a preocupação em auxiliar no crescimento um do outro”, relatou Celso. “Acredito que o grande legado que esse trabalho nos deixa é o crescimento cívico de cada um desses jovens, além do desenvolvimento musical, que serve de combustível para dar continuidade a essa iniciativa”, finalizou.

A Rede de Projetos Orquestrais da Bahia realiza as Caravanas Pedagógicas 2015 com recursos da Lei Federal de Incentivo à Cultura e patrocínio da CCR Metrô Bahia. Nesta edição, o projeto ofereceu qualificação no campo da gestão às lideranças de projetos musicais e filarmônicas parceiras, além de consultoria individual para elaboração de projetos e captação de recursos.

Também promoveu workshop para construção de instrumentos a partir de materiais alternativos e desenvolveu ações diversas de intercâmbio musical entre os músicos sediados no interior do Estado e àqueles que atuam como multiplicadores do Núcleo de Gestão e Formação (NGF) do NEOJIBA em Salvador. Um total de 09 projetos de música e filarmônicas, sediados nos municípios de Porto Seguro, Santa Cruz de Cabrália, Conceição do Coité, Serrinha, Capim Grosso e Jacobina, foram contemplados com as ações de intercâmbio e cooperação propostas pela Rede de Projetos Orquestrais da Bahia em 2015. Como resultado, foram constituídas Orquestras Regionais em 03 Territórios de Identidade: Sisal, Piemonte da Diamantina e Costa do Descobrimento.

Sobre a Rede de Projetos Orquestrais da Bahia (RPO)
A RPO se constitui como espaço de articulação e cooperação entre o programa NEOJIBA e seus parceiros. Foi criada em 2013 para atender a uma demanda crescente por apoio pedagógico e orientação para qualificação e criação de projetos musicais existentes no interior do Estado. Está presente em 22 municípios e 13 Territórios de Identidade. A rede atua em parceria com 24 projetos, responsáveis pelo atendimento direto a um público estimado em 1.800 pessoas. Em 2015, passou a integrar a Rede Cultura Viva do Ministério da Cultura.

Sobre o NEOJIBA

Criado em 2007 como um dos programas prioritários do Governo do Estado da Bahia, o NEOJIBA tem por objetivo promover o desenvolvimento e a integração social, prioritariamente de crianças, adolescentes e jovens em situações de vulnerabilidade, por meio do ensino e da prática musical coletiva. O NEOJIBA beneficia cerca de 4.600 crianças, adolescentes e jovens em todo o estado da Bahia. É uma ação da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e seu diretor fundador é o maestro e pianista Ricardo Castro.
FOTOS em alta resolução da Orquestra Regional e da Banda Sinfônica do Piemonte da Diamantina https://drive.google.com/drive/folders/0B9fZLoyg4TfGWVI0TzlTMGgzNk0
Créditos das imagens: Adriano Cenci

Agenda

Data: 05 de dezembro de 2015 (Sábado) | Horário: 20h
Local: Auditório do COMUJA (Colégio Municipal de Jacobina)
Endereço: Rua Antônio Manoel A de Mesquita, S/N – Felix Tomaz, Jacobina – Bahia.

Outras publicações

Alagoinhas e mais cinco municípios baianos são pré-selecionado pelo MEC para abertura de cursos de medicina Jorge Solla, deputado Joseildo, Washington Abreu e Carlos Joel, diretor da Unirb, comemoram resultado. O Diário Oficial da União publicou nesta terç...
Jacobina ganha fábrica de torres eólicas. Região concentra maioria dos 165 projetos de energia eólica na Bahia Fábrica de torres eólicas é implantada em Jacobina. A Bahia conta atualmente com 165 usinas de energia eólica, sendo 33 já em operação. E por estar ...
Deputado Marcelino Galo e Amauri Teixeira comemoram liberação do aeródromo de Jacobina Deputado Marcelino Galo e Amauri Teixeira comemoram investimento em Jacobina. A liberação da pista de pouso do aeródromo de Jacobina para voos civis...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br