Deputado Pablo Barrozo critica governo da Bahia por mudanças na legislação que regula atividade dos servidores

“Mensagem do governo é que estudar não merece mérito”, diz Pablo Barrozo.

“Mensagem do governo é que estudar não merece mérito”, diz Pablo Barrozo.

A bancada da oposição obstruiu a sessão plenária na Assembleia Legislativa da Bahia nesta quarta-feira (09/12/2015), até início da madrugada. Foi votado o aumento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), com votos contrários da oposição, 34 a favor e 17 contra. Ontem, em uma sessão conturbada, também seria votado o projeto que altera os direitos trabalhistas dos servidores do Estado, alvo de criticas e manifestações durante todo o dia na Alba. Durante a sessão, estudantes que estavam na sala de imprensa foram agredidos por policiais militares, motivo de repúdio dos deputados oposicionistas.

O vice-líder da oposição, deputado Pablo Barrozo afirmou que, com o projeto do Executivo, cujo principal ponto é retirar direitos dos servidores, o governo da Bahia passa a mensagem de que quem estuda neste país não tem mérito algum. “Um governador, que tem como principal bandeira a educação, passa a mensagem para os baianos que estudar nesse Estado não tem mérito nenhum, não é sinal de respeito para ninguém. A pessoa passa com mérito em um concurso público para exercer a profissão e tem seus direitos ceifados”, pontuou, durante discurso nesta noite no plenário.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br