Jovens querem curso técnico de enfermagem e agropecuária no IFBA de Euclides da Cunha

Jovens querem curso técnico em enfermagem e agropecuária no IFBA de Euclides da Cunha.

Jovens querem curso técnico em enfermagem e agropecuária no IFBA de Euclides da Cunha.

Representantes dos Coletivos de Jovens de Euclides da Cunha (Cojec), Tucano (Coaj) e Quijingue (CMJQ) se reuniram na tarde desta sexta-feira (18/12/2015) com o diretor do campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA) de Euclides da Cunha, Antonio Adolfo Mendes, para entregar um documento onde o grupo formaliza à reitoria uma proposta de criação dos cursos técnico em agropecuária e técnico em enfermagem para serem ofertados no local.

Atualmente, o campus oferece formação técnica em edificações e informática. Segundo os jovens, mesmo havendo demanda para estas modalidades, os cursos não representam a realidade do município nem da região bem como o desejo da juventude, público alvo principal da instituição. “O município de Euclides da Cunha possui sua maior economia baseada na atividade agropecuária e possui uma população de mais de 26 mil jovens, o que corresponde a 46% do número total de habitantes. Além disso, em todos os encontros oficiais de juventude e de juventude rural, a proposta de disponibilização de cursos técnicos nestas duas áreas [agropecuária e enfermagem] específicas é, sem exceção, sempre aprovada por unanimidade. Entretanto, para os cursos já aprovados para Euclides da Cunha, o Coletivo Regional, que participa de todos estes encontros democráticos de diálogo, não possui registro de reivindicação nem de aprovação para os mesmos”, aponta o documento.

Durante a reunião, os jovens falaram sobre a criação da Lei de ATER, que instituiu a Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (PNATER) e a recente Chamada Pública para execução do Programa Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural – PRONATER, medidas que têm estimulado a abertura de vagas de trabalho e de geração de renda para jovens com formação técnica em agropecuária. “O curso técnico oferece respostas ao mercado em menor tempo que a graduação regular, o que desperta o interesse da maior parte dos jovens, pois muitos são agricultores rurais em atividade, e preenche com maior prontidão e menor tempo a oferta de vagas de trabalho em toda a região”, diz o documento.

Em relação ao curso técnico em enfermagem proposto, o grupo explicou para o diretor que atualmente diversos jovens dos três municípios são obrigados a arcar com o pagamento de mensalidades em uma instituição privada, mesmo sem terem condições. “Os esforços para manterem as parcelas em dia, para aqueles que conseguem, são sobrenaturais e todos nutrem a esperança de que o IFBA possa disponibilizar um curso gratuito na área”, explicam.

Para o diretor, a reivindicação dos Coletivos de Jovens é oportuna, principalmente frente à possibilidade de Euclides da Cunha sediar um curso de medicina, o que demandaria profissionais também na área de enfermagem, mas alertou sobre as dificuldades de se instalar qualquer um dos dois cursos, especialmente pela necessidade de bons laboratórios.

Segundo Adolfo, em janeiro de 2016 deve acontecer uma segunda audiência para tratar dos cursos em andamento. Os Coletivos de Jovens dos três municípios já informaram que participarão do encontro e que mobilizarão a juventude para lutar pela implantação dos cursos técnicos em enfermagem e em agropecuária. “Um investimento de tamanha importância como é o campus do IFBA em Euclides da Cunha não pode deixar a desejar justamente naquilo que é a essência da instituição, de promover formação técnica de qualidade e condizente com a realidade local e regional. Temos a convicta certeza de que esta demanda será devidamente analisada e encaminhada a quem mais é de direito, a fim de garantir que o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia campus Euclides da Cunha possa futuramente representar na história da região um grande ícone fomentador do desenvolvimento social e econômico dos cidadãos pertencentes às cidades beneficiadas, e cumprindo, assim, o que está previsto na missão da Instituição”, complementa a carta.

O documento será encaminhado pela diretoria do IFBA ao reitor Prof. Renato da Anunciação Filho. Na oportunidade, os jovens informaram que também realizarão uma pesquisa de satisfação com os estudantes acerca dos cursos hoje ofertados e farão um abaixo-assinado nos três municípios para endossar a reivindicação.

Ao término da reunião, os jovens fizeram um passeio de reconhecimento pelas instalações do campus a convite do diretor.

Os Coletivos de Jovens de Euclides da Cunha, Tucano e Quijingue integram o Coletivo Regional de Juventude e Participação Social (CRJPS), entidade sem fins lucrativos, formada e gerida por jovens de quatro territórios de Identidade da Bahia e que tem por missão contribuir com o processo permanente de organização social da juventude, com vistas à sua inserção econômica, cultural, política e socioambiental.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br