Ibametro participa de audiência sobre radares de trânsito na ALBA

Audiência pública foi presidida pelo deputado José de Arimateia.

Audiência pública foi presidida pelo deputado José de Arimateia.

Na última quarta-feira (09/12/2015), o Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro) participou de audiência pública, na Assembléia Legislativa, no CAB, sobre o radar – medidor de velocidade – no trânsito no Estado da Bahia. O evento, organizado pelo deputado estadual José de Arimatéia, aconteceu na Comissão do Direito do Consumidor e Relações de Trabalho na Assembléia e contou com a presença de dezenas de deputados, representantes do Detran, Transalvador e da sociedade civil e populares interessados em debater o assunto. O tema radar de trânsito ganhou destaque na mídia, desde outubro quando condutores de veículos fizeram denúncias à imprensa sobre radares, instalados em Salvador, suspeitos de gerar multas indevidas.

O Diretor Geral do Ibametro, Randerson Leal, informou na referida audiência o papel desempenhado pelo Ibametro em relação a verificação de radares e como o cidadão pode acompanhar a regularidade desses instrumentos. “Continuaremos com a fiscalização, ao tempo que informamos ao cidadão que ao receber a multa ele pode verificar junto ao Ibametro a confiabilidade daquele equipamento.”

Site do Ibametro traz serviço para o cidadão – Ao receber uma multa, verifique se o radar se encontra dentro do padrão de conformidade e caso contrário, questione a multa administrativamente: entrando no site, clicando no banner PSIE (Portal de serviços do site do Ibametro), clicar em consulta de instrumentos, preencher o tipo de instrumento (medidor de velocidade) e os campos Estado e Município, checando a situação de cada radar da cidade.

Sobre a verificação de radares –  é obrigatória, anual e toda vez que ocorrem reparos nos equipamentos. Ao ser instalado, o instrumento passa por uma verificação inicial que consiste em passar pelo radar utilizando um padrão de velocidade por 25 vezes, admitindo um erro de 0,1 km/h. Após as verificações iniciais, o instrumento passa por verificações periódicas, que consistem em passar com o padrão cinco vezes. Caso o instrumento passe por reparos, o responsável deve desativá-lo até que o Ibametro ateste que o instrumento está medindo a velocidade dentro da faixa tolerável.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br