Feira de Santana: vereador José Carneiro avalia pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff

José Carneiro Rocha: "dizer que não tem motivo para a população brasileira se rebelar contra tanta corrupção neste país, então  nós temos que fechar, imediatamente, Congresso, Assembleias, Câmaras e viver num regime ditatorial.".

José Carneiro Rocha: “dizer que não tem motivo para a população brasileira se rebelar contra tanta corrupção neste país, então nós temos que fechar, imediatamente, Congresso, Assembleias, Câmaras e viver num regime ditatorial.”.

A reação dos políticos petistas e da base do Governo Federal contra o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) foi tema de discurso do vereador José Carneiro (PSL), na manhã desta segunda-feira (07/12/2015), na Casa da Cidadania.

“Às vezes, eu não consigo entender o que é democrático antes e depois. No passado próximo, em 1999, era democrático ir para as ruas pedir o impeachment de Fernando Henrique Cardoso. O PT foi para as ruas pedir impeachment e, inclusive, apresentou requerimento que foi votado, 100 foram favoráveis e 342 contrários, mas hoje é golpe, é golpe porque o PT está no poder, porque são democráticos que só pensam em se proteger. Se eram democráticos em 99, por que não são democráticos em 2015?”, questionou.

José Carneiro acrescentou: “dizer que não tem motivo para a população brasileira se rebelar contra tanta corrupção neste país, então  nós temos que fechar, imediatamente, Congresso, Assembleias, Câmaras e viver num regime ditatorial. Não tem sentido alguém dizer que não tem razão para se discutir questões que a população brasileira acompanha cotidianamente, onde a gente ouve e ver só falar em roubalheira, que foi desencadeada no governo do PT”, criticou.

Em aparte, o vereador Beldes Ramos (PT) disse que uma coisa é mobilizar para pedir o impeachment e outra coisa é articulação política para destituir a presidente Dilma Rousseff. Em sua opinião, o pedido de impeachment que foi protocolado na Câmara Federal   “é sem  consistência e sem fundamentações”.

Ele classificou o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), como “sem moral” e disse que este só acolheu o pedido de impeachment para sair do centro das atenções, uma vez que já havia sido denunciado no Conselho de Ética da Câmara por quebra de decoro parlamentar.

“Ele quer trazer o foco para a presidente Dilma. O impeachment, como está concebido, é um golpe sim. Nós não somos contra a quem foi para as ruas, quem se manifestou, quem pediu o impeachment não, nós somos contra a forma como está sendo feito aí, que é golpe sim, que, inclusive, divide até os oposicionistas e as maiores instituições das cidades mais respeitadas, inclusive a Rede Globo”, argumentou.

Retomando o discurso, José Carneiro informou que quem fundamentou o pedido de impeachment contra a presidente Dilma foi  o fundador do Partido dos Trabalhadores, Hélio Bicudo.

Mudando de foco, o líder do governo do prefeito José Ronaldo (DEM) se pronunciou sobre as críticas do vereador Edvaldo Lima (PP) ao secretário municipal de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, enfatizando que Antônio Carlos Borges Júnior é um homem de diálogo,  altamente educado e, acima de tudo, preparado para exercer importantes cargos públicos, como já exerceu no Governo do Município, a exemplo da função de secretário de Transporte e Trânsito e de secretário de Agricultura.

“Eu não acredito que ele tenha se manifestado de forma ofensiva direcionada ao vereador Edvaldo Lima. Agora, infelizmente, Edvaldo Lima é um daqueles que estão em Feira fazendo política apostando no quanto pior melhor, apostando em ver o Governo não realizar as obras que tanto a sociedade precisa e exige, apostando que, com isso, eles vão chegar ao poder”, disse José Carneiro, afirmando que o povo “não é burro” para confiar em pessoas que não querem o desenvolvimento da cidade, prejudicando o andamento de obras, como o BRT  e o shopping popular de Feira de Santana, que “tem a aprovação da maioria da população”.

Outras publicações

Audiência Pública em Jaguara debaterá abastecimento de água no distrito feirense A ampliação e melhorias no abastecimento de água no distrito de Feira de Santana totalizam investimentos de R$ 480 mil. (Foto: Carlos Augusto (Guto J...
EBDA realiza teste de Ph do solo na Exposição Agropecuária de Feira de Santana Vista aérea do Parque de Exposições João Martins da Silva em Feira de Santana. Os agricultores que visitarem a 39ª Exposição Agropecuária de Feira d...
Em Feira de Santana, moradores do Conjunto Feira VII poderão renegociar dívidas com a CAIXA e quitar imóveis a preços reduzidos Zé Neto e direção da Caixa. Moradores do Conjunto Feira VII poderão renegociar suas dívidas com a CAIXA e quitar seus imóveis a preços reduzidos. De...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br