Falhas no abastecimento de água são discutidas na Câmara Municipal de Feira de Santana

Marcos Antônio dos Santos Lima: "a Embasa, definitivamente, deixou de abastecer essas localidades. Vários locais no distrito de Maria Quitéria e Jaguara não têm água, as pessoas estão sofrendo por uma lata de água, estão andando quilômetros com uma lata de água na cabeça para poder beber".

Marcos Antônio dos Santos Lima: “a Embasa, definitivamente, deixou de abastecer essas localidades. Vários locais no distrito de Maria Quitéria e Jaguara não têm água, as pessoas estão sofrendo por uma lata de água, estão andando quilômetros com uma lata de água na cabeça para poder beber”.

O vereador Marcos Lima (PRP) ocupou a tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana, nesta segunda-feira (07/12/2015),  para chamar a atenção sobre a falta de água nas comunidades rurais de Feira de Santana.Ele disse que vai sempre à zona rural, a exemplo dos distritos de Maria Quitéria e Jaguara, onde a principal reivindicação destas comunidades é o abastecimento de água.

“A água é vida e as pessoas hoje sofrem nos distritos por falta de água. A Embasa, definitivamente, deixou de abastecer essas localidades. Vários locais no distrito de Maria Quitéria e Jaguara não têm água, as pessoas estão sofrendo por uma lata de água, estão andando quilômetros com uma lata de água na cabeça para poder beber, as pessoas dos distritos não estão conseguindo mais tomar banho, porque não tem água nem para beber”, alertou.

Preocupado com a situação, Marcos Lima informou que já esteve com o secretário de Agricultura, Recursos Hídricos e Desenvolvimento Rural, Welligton Andrade, “que tem prestado um bom serviço em Feira de Santana, que tem feito o possível para atender essas comunidades através de carros-pipas, mas ainda é insuficiente a quantidade de carros-pipas”, declarou o edil, afirmando que já foi assinado pelo prefeito o decreto de estado de calamidade pública.

Ele acrescentou: “estamos aguardando também o Exército se posicionar, através do Governo Federal, bem como a Embasa, para poder atender essas comunidades”.

Em aparte, o vereador Beldes Ramos (PT) afirmou que o Estado tem feito muito na zona rural, inclusive com a extensão de água no distrito de Ipuaçu e o programa Água Para Todos.

“Eu pergunto a Vossa Excelência: nós estamos já há três anos aqui e votamos três orçamentos para a Secretaria de Agricultura,  para que pudesse investir recursos nos distritos. Então, eu pergunto: quanto foi investido da Prefeitura nos distritos? Por que é que no orçamento de 5 milhões, depois 4 milhões, que caiu para 3 milhões não se adquiriu carros-pipas?”, questionou o petista.

Novamente com o uso da palavra, Marcos Lima garantiu que o Governo do Município tem feito a sua parte por meio do abastecimento de água com carros-pipas. Ele argumentou que a extensão da rede de água é de competência do Governo do Estado, através da Embasa. “Muitas localidades não têm água encanada e, as que têm, não dispõem de água nas residências”, afirmou.

O edil disse que defende também um aumento de verba para Secretaria de Agricultura, Recursos Hídricos e Desenvolvimento Rural, para que esta possa dar um maior suporte às comunidades rurais que sofrem com a falta de água.

Lulinha pede extensão de rede de água para o distrito de Jaíba

De autoria do vereador Luiz Augusto de Jesus – Lulinha (PEN) foi aprovado o requerimento de nº 141/15, que solicita da Embasa a extensão de rede de água para a Fazenda Lagoa do Peixe que fica no distrito de Jaíba.

De acordo com o requerimento, os moradores estão tendo grandes transtornos e em situação precária com a falta de água. Na discussão, o autor afirmou que as pessoas na zona rural têm solicitado extensão e complemento de rede de água, principalmente no distrito de Jaíba. “Vemos muita propaganda enganosa do Governo do Estado. Existe uma dificuldade muito grande em se conseguir que pedidos como esse sejam atendidos. Se o prefeito não intervir fica difícil de comunidades como essas serem atendidas”, disse.

Carros-pipas

Mudando de foco, Lulinha voltou a lamentar a falta de apoio dos carros-pipas do Exército no abastecimento de água das comunidades rurais de Feira de Santana, “que estão sofrendo com o longo período de estiagem”.

Outras publicações

Feira de Santana recebe III seminário de gestão de pessoas II seminário de gestão de pessoas ocorre em Feira de Santana. Acontece no dia (02/09/2016) o III Seminário de Gestão de Pessoas, que reunirá diverso...
Viaturas doadas pela prefeitura de Feira, estão atuando em seis distritos As viaturas doadas pela Prefeitura de Feira de Santana à Polícia Militar (PM) para reforçar a segurança na zona rural do município estão em operação e...
Em Feira de Santana ocorre nesta terça-feira o sorteio dos prêmios da campanha Liquida Bahia Sorteio da Campanha Liquida Bahia ocorre nesta terça-feira. O sorteio dos 02 carros celtas 0km exclusivos para Feira de Santana, é aberto ao público...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br