BID e Ministério da Fazenda firmam acordo para divulgar projetos de infraestrutura

Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) firma parceria com o governo brasileiro.

Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) firma parceria com o governo brasileiro.

Em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o governo brasileiro investirá US$ 300 mil para divulgar projetos de infraestrutura. O BID e a Secretaria de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda assinaram na segunda-feira (14/12/2015) um termo de cooperação técnica para desenvolver atividades que estreitem a relação entre o governo e investidores nacionais e estrangeiros.

Uma das principais ações previstas é o desenvolvimento de uma área exclusiva de projetos de infraestrutura do governo brasileiro em uma das principais redes sociais globais de infraestrutura, a plataforma eletrônica aberta GlobalVip Infrastructure Platform (GViP). Os desenvolvedores de projetos federais, estaduais e municipais poderão inserir detalhes dos empreendimentos na página e divulgar o trabalho a uma rede de especialistas, de investidores potenciais e de patrocinadores de projetos na área de concessão de infraestrutura.

Além do desenvolvimento da plataforma GViP, o acordo prevê o aperfeiçoamento do boletim eletrônico bilíngue Brasil Infraestrutura, editado trimestralmente pela Seae. Também está prevista a elaboração de estudos e análises sobre o mercado de infraestrutura brasileiro.

O presidente da CG/LA Infrastructure, Norman F. Anderson, empresa que administra a plataforma GViP, esteve presente à cerimônia. Participaram da assinatura do acordo representantes dos Ministérios do Planejamento, dos Transportes e de Minas e Energia; das Secretarias de Portos e de Aviação Civil; da Empresa de Planejamento de Logística; da Caixa Econômica Federal; do Banco do Brasil e da Embaixada da Itália no Brasil.

Este é o terceiro acordo de cooperação na área de infraestrutura assinado pelo Ministério da Fazenda neste ano. Em abril, o ministério e o Banco Mundial assinaram um acordo de cooperação técnica de US$ 1,5 milhão para a elaboração de estudos e o desenvolvimento de mecanismos para ampliar a participação de investidores nacionais e internacionais no financiamento dos projetos.

O acordo incluiu o desenvolvimento de debêntures de infraestrutura, títulos privados emitidos para captar recursos para projetos, com recursos externos. Os primeiros papéis foram lançados em outubro durante a reunião do Fundo Monetário Internacional e do Banco Mundial em Lima.

No fim de outubro, o governo firmou um protocolo de colaboração com o Reino Unido para ampliar a troca de experiência entre os países e desenvolver meios de incentivar investimentos privados em infraestrutura. O acordo constou das ações do Diálogo Econômico-Financeiro Brasil–Reino Unido.

Com informações da Agência Brasil.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br