“Aumento do ICMS é retorno aos tempos medievais”, avalia deputado Alan Sanches

O deputado estadual, Alan Sanches, inconformado com o projeto de lei que chegou à Assembleia Legislativa que aumenta impostos, incluindo o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), conclama a sociedade civil, que conforme ele, é quem sentirá ainda mais o prejuízo no bolso, para protestar, contra o que considera, mais um absurdo. Mais além, Alan Sanches dispara que a confirmação da elevação do ICMS é mais do que retrocesso.

“Se aprovado este projeto vou poder dizer que estamos voltando à Idade Média, aos tempos medievais que quando o rei se sentia prejudicado no seu tesouro, na sua riqueza, ele aumentava os impostos oprimindo a população. E isso, infelizmente, estamos vivendo nos tempos atuais. Ao invés de buscar meios para que Governo Federal, seu aliado de primeira hora, honre seus compromissos, ao invés de diminuir o número de secretárias, de superintendências, o Governo do Estado, simplesmente para fechar suas contas que já extrapola o limite prudencial com gastos de pessoal, pune a população baiana, que vive umas das piores crises da história do país, elevando ainda mais os impostos”.

O deputado reforça ainda que o executivo estadual já onerou o bolso dos servidores públicos que estão sentindo na pele a nova regulamentação do Planserv, mudança a qual, ele destaca, tentou barrar, mas não teve apoio. “Portanto, é preciso que a população se levante contra mais essa punição, esse presente de Natal que Rui Costa está concedendo”, bradou.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br