Vereador cobra segurança nas estações de transbordo de Feira de Santana

Vereador Alberto Nery: “Denunciamos aqui mesmo, outras vezes, os problemas dos transbordos. Agora, com o imbróglio do BRT e sem uma empresa para administrar os terminais, a situação ficou ainda pior.".

Vereador Alberto Nery: “Denunciamos aqui mesmo, outras vezes, os problemas dos transbordos. Agora, com o imbróglio do BRT e sem uma empresa para administrar os terminais, a situação ficou ainda pior.”.

Os problemas das estações de transbordo que integram o Sistema de Transporte Público de Feira de Santana voltaram a ser abordados pelo vereador Alberto Nery, durante sessão da Câmara de Vereadores desta terça-feira (03/11/2015).  Segundo o petista, os locais que deveriam servir de apoio para o usuário têm sido locais de transtornos e de insegurança. “Denunciamos aqui mesmo, outras vezes, os problemas dos transbordos. Agora, com o imbróglio do BRT e sem uma empresa para administrar os terminais, a situação ficou ainda pior. Na semana passada uma usuária foi vítima de volêmica dentro do terminal. A Polícia Militar está garantindo a segurança no entorno e internamente a Guarda Municipal. Mas até quando isso vai acontecer?”, questionou o líder da bancada de oposição, que também cobrou do Município a realização da licitação que selecionará as empresas para administrar os terminais.

Outros problemas do transporte, como a clandestinidade, a corrupção dentro da Secretaria de Transportes e Trânsito e a situação das vias de tráfego também foram temas do pronunciamento do vereador. “Estamos no período de estiagem, não há chuvas e, ainda assim, a prefeitura não está fazendo a manutenção das estradas por onde os ônibus circulam. Um dos que fazem linha do bairro Pedra Ferrada ficou atolado sem poder circular, colocando em risco inclusive os usuários. Felizmente não era um horário de pico, quando muitas pessoas utilizam o ônibus. É preciso fazer as melhorias dessas vias”, denunciou.

A gestão da SMTT também foi criticada por Nery. “Eu não sei quem colocou na cabeça do prefeito a ideia de que a Secretaria só anda se for militarizada. O secretário Antônio Carlos Borges Júnior por exemplo, realizou um belo trabalho à frente dessa secretaria, acompanhando de perto as demandas da comunidade. Mas para o prefeito, só anda se for militarizada. Tivemos denúncias de corrupção, além do transporte clandestino e nada foi feito. Esperamos que os problemas se resolvam”, finalizou.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br