Vereador chama atenção para casos de violência em distritos de Feira de Santana

José Carneiro Rocha chama atenção para casos de violência em distritos.

José Carneiro Rocha chama atenção para casos de violência em distritos.

O assunto do aumento da violência nos distritos de Feira de Santana voltou a ser tratado na tribuna da Casa da Cidadania, nesta terça-feira (17/11/2015), desta vez no discurso do vereador José Carneiro Rocha (PSL).

“Ontem, se não me falha a memória, aqui se falava da violência nos distritos de Feira, em especial na Matinha e em Tiquaruçu. Não podemos deixar de falar deste assunto, pois, ontem, um ônibus da empresa Rosa foi assaltado em plena luz do dia, ali próximo à Matinha”, lamentou.

Em aparte, o vereador Alberto Nery (PT) chamou atenção para os altos valores trazidos por cobradores. “Nós, que representamos o sistema, preocupados com motoristas e cobradores, elaboramos uma proposta para que toda vez que atingir o valor de R$ 50,00, o motorista passe no terminal para deixar o valor. No entanto, o novo empresário não está fazendo isso e passa a circular com mais valor nos veículos, aumentando o assédio dos bandidos”, avalia.

Retomando a palavra, o vereador José Carneiro comentou a fala do edil Alberto Nery. “Os bandidos foram audaciosos, pois saquearam os passageiros dentro do ônibus, e não o cobrador. Por isso, quero chamar atenção da Polícia Militar para que volte a fazer rondas na região da zona rural. A gente não mais vê uma viatura na zona rural. No passado, nós víamos com freqüência a viatura nos distritos, mas hoje ninguém mais vê, isso dá liberdade para os bandidos aproveitarem e praticarem os assaltos que têm sido denunciados constantemente”, afirmou.

O vereador externou sua preocupação com o crescimento da criminalidade na zona rural. “Fica aqui a nossa preocupação e nosso alerta no sentido de retornar, imediatamente, com a ronda nos distritos, para que possamos evitar uma tragédia maior”, pontuou.

Justiça Eleitoral

Mudando o foco, o vereador chamou atenção para os problemas relacionados à Justiça Eleitoral e confecção de títulos de eleitores. “Depois desse processo digital da confecção dos títulos, é um processo mais demorado e a Justiça Eleitoral ficou em greve mais de 120 dias, e agora o sistema trava constantemente, além disso, trabalha apenas um turno. O prazo encerra-se em março e muitos jovens, que querem exercer seu direito de cidadão, poderão ficar de fora. Não acredito em prorrogação, pois em março sempre encerra o prazo, por isso fica aqui a nossa observação para que providências do juiz eleitoral sejam tomadas”, ressaltou.

 

Outras publicações

Feira de Santana: jornalista Borega realiza noite de autógrafos no Behrmann Bar Jornalista Borega realiza noite de autógrafos. Sua caricatura no lugar da dedicatória. É o que promete o cartunista Borega na noite desta quarta-f...
Feira de Santana: MPT quer bloquear bens da Tel Telemática para quitação de multa de R$15 milhões Unidade da Tel Telemática em Feira de Santana. O Ministério Público do Trabalho (MPT) pediu hoje (15/03/2015) que a Justiça trabalhista bloqueie ben...
Estreia do espetáculo “Aprendizes do Picadeiro” Aprendizes do Picadeiro. “Aprendizes do Picadeiro” Um espetáculo que reúne sonho e fantasia, num universo circense de luzes e cores! O espetáculo ...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br