Secretário Maurício Barbosa apresenta no Senado as ações da Bahia para prevenção à violência

Maurício Barbosa: “Nossas ações de prevenção social foram direcionadas para a população que mais mata e que mais morre na Bahia".

Maurício Barbosa: “Nossas ações de prevenção social foram direcionadas para a população que mais mata e que mais morre na Bahia”.

“Nossas ações de prevenção social foram direcionadas para a população que mais mata e que mais morre na Bahia [adolescentes e jovens de 12 a 29 anos]”. A afirmação é do secretário estadual da Segurança Pública, Maurício Barbosa, que durante participação em audiência pública no Senado, nesta quarta-feira (11/11/2015), apresentou o planejamento do Governo do Estado para a área.

Dados da SSP apontam o tráfico de drogas como fator determinante para o aumento da violência. De acordo com o secretário, 60% dos homicídios ocorridos em 2014 estão ligados ao tráfico e vitimaram justamente baianos dessa faixa etária. Essa é uma realidade não só de 2014, mas dos últimos oito anos.

A decisão do governo baiano foi reforçar as ações sociais especificamente para o público mais vulnerável. Maurício listou as realizações, como qualificação profissional, prática de esporte, música. Um exemplo é a oferta de aulas de piano na base comunitária de segurança implantada no bairro do Uruguai, em Salvador. Em outro ponto da cidade, no Bairro da Paz, onde também tem base de segurança e promoção de ações sociais, não ocorre homicídio há mais de um ano.

Segundo ainda Maurício Barbosa, a segurança pública é uma questão que precisa de esforços nacionais, com investimento do governo federal e trabalho conjunto. Ele alertou também para a necessidade de ampliar as operações nas fronteiras do País, “evitando que armas e drogas entrem em nosso território nacional”.

Durante a audiência pública, o secretário reiterou a necessidade de que o pedido do governador Rui ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, seja atendido para que, assim, os dados dos estados sobre homicídios sejam transparentes. Hoje, a metodologia usada para contabilizar os números se difere entre os entes federados. “Temos discrepância de contabilidade e da forma de como são feitos os registros. É preciso trazer uma metodologia única para os estados”, defendeu Barbosa.

Questionado sobre operações policiais nos bairro do Cabula e em Santa Mônica, em Salvador, o secretário esclareceu os fatos e informou que a polícia, em ambos os casos, foi recebida a tiros. A audiência pública foi realizada pela CPI do Assassinato de Jovens, presidida pela senadora baiana, Lídice da Mata. O titular da Representação do Governo da Bahia em Brasília, Jonas Paulo, também acompanhou a reunião.

Redução nos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI)

Enquanto o secretário participava da audiência em Brasília, o Comitê Executivo do Pacto pela Vida comemorava a redução na Bahia de 3,3% no número de  Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) entre os meses de janeiro e outubro deste ano no comparativo com o mesmo período de 2014, quando foram registrados 4.967 homicídios. No interior, a dominuição foi de 1,6%, na capital, 1,5% e, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), de 14%, com destaque para o município de Camaçari, onde houve uma redução de 9% no número de homicídios. Os dados foram apresentados durante reunião do Comitê, realizada no Ministério Público do Estado, no Centro Administrativo da Bahia (CAB).

Outras publicações

Integrar chega ao interior da Bahia O presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, lança nesta sexta-feira (19/03/2010), ...
Bahia lidera ranking mundial na produção de graviola A Bahia é o maior produtor mundial de graviola, com produção de oito mil toneladas/ano. A Bahia é o maior produtor mundial de graviola, com produção...
MPF Bahia: Prefeitura de Camaçari é acionado para coibir e reprimir trânsito de veículos nas praias Praias devem ficar livres de veículos. Segundo o MPF, a circulação de veículos em área de praia ocorre com frequência na região, sem que o Município...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br