OAB Bahia – Eleições 2015: Abaje faz sabatina com candidatos à presidência

Carlos Rátis: "Uma atenção especial será prestada ao advogado do interior, que de todos os profissionais são os mais afetados com o abandono da OAB.".

Carlos Rátis: “Uma atenção especial será prestada ao advogado do interior, que de todos os profissionais são os mais afetados com o abandono da OAB.”.

O candidato à presidência da OAB-BA, Carlos Rátis, e os demais postulantes ao cargo participaram, na manhã desta sexta-feira (20/11/2015), de um debate promovido pela Associação Baiana de Advogados de Juizados Especiais (Abaje), realizado no auditório da Faculdade Ruy Barbosa, na Paralela, em Salvador.

Os candidatos apresentaram suas propostas para os próximos três anos de gestão na Ordem, em um debate divido em três blocos, que incluíram apresentação, duas perguntas e considerações finais. As eleições acontecem na próxima quarta-feira (25).

Mediado pelo presidente da Abaje, o advogado Luciano Vieira Lima, o debate foi o segundo encontro entre eleitores e candidatos. “Todos os candidatos foram bem sucintos e bem seguros no que falaram. Acredito que se todos fizerem tudo aquilo o que disseram, vai ser excelente para a advocacia. A Abaje está de portas abertas para a OAB, seja qual for o vencedor do pleito”, defendeu.

Segundo Vieira, o grande problema dos juizados especiais hoje refere-se à estrutura física. “Nós temos estruturas defasadas, tanto física, como de pessoal. O material está sucateado,  há um número excessivo de processos e  a estrutura não acompanha essa demanda”, afirmou, lembrando que esta é uma situação que afeta a todo o estado.

Principal opositor à atual gestão, o candidato da chapa Coragem para Renovar, representada pelo número 77, Carlos Rátis, conclamou os advogados baianos para um pacto pela valorização da advocacia baiana. “Os advogados  que atuam nos juizados especiais, assim como os que trabalham nas demais áreas, não  estão satisfeitos com a atual realidade da advocacia baiana e nós devemos tomar providências para mudar esta realidade”, afirmou.

Rátis também pediu aos indecisos um voto de confiança na Chapa Coragem para Renovar, que tem na diretoria o advogado Mauricio Goes  e Goes, como vice-presidente, Christianne Gurgel, como secretária geral, Marcus Oliveira, na posição de diretor-tesoureiro, e Paulo Marques, como  secretário adjunto. “Nossa chapa e formada por advogados jovens com experiência, que estão com sede de trabalho, com sede de mudança por uma advocacia mais digna na Bahia”, continuou Rátis.

O retorno do diálogo com o Judiciário e demais órgãos da justiça baiana, a fiscalização da OAB no combate a desvalorização dos honorários advocatícios, e a contratação de especialistas remunerados para defender as prerrogativas dos advogados nas varas, cartórios e juizados  foram algumas bandeiras da chapa 77, levantadas por Rátis durante o debate.

“Uma atenção especial será prestada ao advogado do interior, que de todos os profissionais são os mais afetados com o abandono da OAB. Não basta construir subseções,o advogado precisa de estrutura para trabalhar e ter de onde tirar o seu sustento”, enfatizou.

A falta de transparência nas contas da instituição, a insegurança jurídica e a ausência de participação dos advogados na gestão da OAB-BA também foram temas criticados pela oposição. O próximo encontro entre os candidatos acontece ainda hoje (20), na Faculdade de Direito da UFBA, a partir das 19 horas.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br