Nova tendência do PT une correntes em seminário nacional de fundação e lança manifesto

PT une correntes em Seminário Nacional de Fundação e lança manifesto.

PT une correntes em Seminário Nacional de Fundação e lança manifesto.

Com clima de esperança e renovação para a militância do Partido dos Trabalhadores foi lançada a nova tendência da esquerda petista Avante Socialismo 21 (Avante S21), em Seminário Nacional de Fundação realizado em Brasília. O encontro contou com a construção presença de militantes de 16 estados e dos parlamentares que compuseram a frente, dentre os quais o deputado Marcelino Galo (PT-BA), a senadora Fátima Bezerra (PT-RN), a deputada Maria do Rosário (PT-RS) além dos deputados Arlindo Chinaglia (PT-SP), Chico D’Angelo (PT-RS) e Marco Maia (PT-RS). No encontro realizado na segunda e terça (26 e 27/10/2015) foi formalizada a fusão das correntes Brasil Socialista e Socialismo 21 à Avante. Na Bahia, além de Galo, também integram a Avante o ex-deputado Yulo Oiticica, vereadores, prefeitos e lideranças de movimentos sociais. O ajuste fiscal foi alvo de críticas da nova tendência petista.

Durante o seminário houve a eleição por aclamação do Conselho Político Nacional da Avante S21. Ao final do encontro na terça-feira (27), foi lançado o manifesto no qual a militância defendeu a retomada do “socialismo como horizonte estratégico”, numa perspectiva de radicalização da democracia e da participação social. O deputado Marcelino Galo destacou a importância do manifesto, da participação e da atuação direta da militância na construção das políticas. “O Manifesto Avante mostra uma tentativa de retomar o debate programático no interior do Partido. Demostra um potencial ideológico, uma nitidez estratégica e aponta rumos para o PT retomar nossa trajetória de lutas de classes, sempre do lado dos mais pobres, da classe trabalhadora”, afirmou Galo.

Dentre os principais pontos do manifesto, a defesa do socialismo democrático como alternativa ao capitalismo, tendo como caminho a luta pelos direitos humanos. O manifesto também repudiou a atual forma de organização pelo PED (Processo de Eleições Diretas). Militantes de movimentos sociais, sindicais e de diversas outras tendências deram suas saudações à fundação, dentre eles companheiros da Esquerda Popular Socialista (EPS), Democracia Socialista (DS), Militância Socialista (MS) e Articulação de Esquerda (AE) participaram do encontro saudando a criação da nova tendência com a perspectiva de apoio à Frente Brasil Popular.

Dentre os debates houve mesas sobre a atualidade da estratégia socialista, análises da conjuntura nacional e debate sobre os oito pontos do manifesto, que definiu 13 compromissos da tendência. O próximo encontro do Conselho Político Nacional ocorre em janeiro de 2016, no Fórum Social Mundial, em Porto Alegre.

Outras publicações

Decreto de Lula cria o Dia Nacional de Combate à Homofobia O dia 17 de maio foi instituído como Dia Nacional de Combate à Homofobia, a partir de decreto assinado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pub...
População relaciona corrupção à má qualidade do serviço público, diz pesquisa Em São Paulo, aposentados protestam na avenida Paulista. População relaciona corrupção à má qualidade do serviço público. Pesquisa da Confederação N...
Receita Federal apreende drogas e mercadorias contrabandeadas no aeroporto do Galeão Mercadorias avaliadas em R$ 25 milhões foram apreendidas entre segunda-feira (05/07/2010) e hoje (7) no terminal de cargas do Aeroporto Internacional ...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br