Mudança no comando da SMTT de Feira de Santana é destaque entre os vereadores

David Neto dá boas vindas ao secretário que assumiu SMTT.

David Neto dá boas vindas ao secretário que assumiu SMTT.

O vereador David Neto (DEM) utilizou a tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana, nesta terça-feira (03/11/2015), para dar boas vindas ao coronel Boaventura, que assumiu recentemente a pasta de Transportes e Trânsito, no Município.

“Quero parabenizar ao grande coronel da reserva Boaventura. Tenho certeza de que fará um bom trabalho na SMTT. Aquilo que existia de agressões vão desaparecer, pois apesar de ser uma Secretaria difícil, ele vai saber administrá-la”, anseia.

O edil aconselhou o novo secretário a prestar atenção na Superintendência Municipal de Trânsito. “Tem que olhar com cuidado a SMT, quando você coloca alguém que vai ser candidato a vereador, tem que olhar com outros olhos, senão começa a usar aquilo para outros meios. Agora é esperar que o coronel Boaventura coloque aquela Secretaria no lugar”, pontuou.

Em aparte, o vereador Pablo Roberto (PMDB) se pronunciou sobre o assunto. “Quero desejar boa sorte ao coronel, e fica aqui o pedido para que ele possa desmilitarizar aquela Secretaria. Não entra na minha cabeça que para dirigir aquela Secretaria precisa ser militar. Não podemos mais permitir que aquela Secretaria seja um anexo da Polícia Militar. Acredito no potencial de Boaventura e espero que possa desarmar algumas coisas que vêm acontecendo, que não estão agradando à população”, disse.

Correia Zezito concorda com militarização da SMTT

O vereador Correia Zezito (PTB) também falou nesta terça-feira (03), na tribuna da Casa da Cidadania, a respeito da mudança de secretário da pasta de Transportes e Trânsito. O edil discordou da fala de colegas, a exemplo de Pablo Roberto (PMDB) e Edvaldo Lima (PP), que têm se colocado de forma contrária à presença de militares atuando na SMTT.

Correia iniciou o pronunciamento elogiando o ex-secretário Ebenezer Tuy, que deixou a pasta.  “Comentando a saída do major Tuy, que, diga-se de passagem, na minha visão, fez um grande trabalho, mas em virtude do acordo entre PM e Município se afastou. Quero parabenizar o coronel Boaventura dando boas vindas e sugerindo que ele faça um apanhado de tudo na Secretaria para colocar do jeito dele. O prefeito colocou um coronel, porque é uma pasta muito árdua, uma missão difícil. E não concordo de tirar os policias militares da pasta; se não tiver policiais militares à frente, o caos tomará conta daquela pasta”, avalia.

O edil acrescentou: “se a PM parar de estar naquela Secretaria trabalhando, o caos estará em Feira de Santana. Não concordo com a fala dos outros edis de que deveriam tirar os policias militares daquela secretaria”, disse.

Correia mandou um recado para o novo gestor de Transportes e Trânsito. “Sou soldado da polícia, tenho 24 anos de polícia e peço que o senhor coloque pessoas em que o senhor conhece e confia. Chama o prefeito José Ronaldo e coloque pessoas que vão obedecer as suas ordens. Agregar 100% com o que tem lá não será uma coisa boa para o senhor. Que o rádio escuta da Prefeitura leve minha fala ao coronel Boaventura”, declarou.

O vereador afirmou ainda que fará uma visita ao novo secretário. “Quero que o senhor mande cada funcionário respeitar o cidadão feirense, aquela casa precisa respeitar e dar dignidade. Não tive oportunidade ainda de falar, mas irei como vereador, nunca me expresso aos superiores como vereador, mas dessa vez eu vou. Sempre coloquei a Polícia Militar e a Rua Nova como prioridade. Vou lhe criticar quando merecer crítica, não vou deixar que a comunidade de Feira seja maltratada por ninguém; se chegar ao meu conhecimento, farei as críticas, sejam positivas ou negativas”, ressaltou.

Alberto Nery fala de mudança na SMTT

Com relação à mudança de secretário na Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito, o vereador Alberto Nery concordou com o posicionamento do edil Pablo Roberto (PMDB). “Quero falar também da mudança de secretário. O colega Pablo colocou muito bem. Não sei quem colocou na cabeça que aquela Secretaria só anda se for militarizada. Antônio Carlos Borges Júnior realizou um trabalho de excelência à frente da pasta. Quando havia problema na comunidade, ia ao local ouvir o povo”, salientou.

Em aparte, o vereador Edvaldo Lima (PP) também comentou o assunto. “Quero parabenizar Vossa Excelência pelo discurso e dizer que, por diversas vezes, eu fui a favor da desmilitarização naquela Secretaria”, pontuou.

Retomando a palavra, Alberto Nery concluiu o pronunciamento pedindo maior rigidez no combate ao clandestino. “Que se consiga resolver o problema do ligeirinho. As empresas ameaçam de não trazer ônibus novos por falta de combate à clandestinidade”, afirmou.

Tom volta a falar sobre a ação dos guinchos em Feira

Durante seu tempo no grande expediente da sessão ordinária desta quarta-feira (04), na Casa da Cidadania, o vereador Ewerton Carneiro, Tom (PTN), voltou a falar sobre a quantidade de veículos que são apreendidos pelos guinchos em Feira de Santana. O edil garantiu que entrará com uma ação no Ministério Público para saber o destino do dinheiro arrecadado com essas apreensões.

“Esses dias colhi informações sobre o que os guinchos estão fazendo em Feira de Santana. Quando a Polícia Militar fazia as apreensões era os próprios policiais que conduziam os veículos até o pátio, agora são os guinchos. E o que me deixou mais indignado foi saber que os proprietários de veículos apreendidos na avenida de Contorno, próximo ao pátio, são obrigados a pagar os mesmos R$ 280,00. Eu não vou me calar aqui. Quero descobrir quem é o dono dessa fábrica de fazer dinheiro e para onde vai tudo que é arrecadado com estas apreensões. Vou entrar com uma ação no Ministério Público, porque estão agindo com falta de compromisso com o povo”, garantiu Tom.

O edil disse ainda que irá se aprofundar no assunto. “Eu não vou para de me aprofundar no assunto. Quero saber de onde vem a ordem de obrigar a PM a fazer as blitze e lotar os guinchos. Alguém do Governo do Estado implantou isso e esta Casa também não pode se calar. E tem mais: quando um veículo é apreendido, não pode ser liberado no mesmo dia. Tem que pagar diária. Se fizermos uma conta rápida, quanto não se arrecada com mais de dez carros ou motos em cima do guincho, por várias vezes no dia e por vários dias?”, questionou.

Em aparte, o vereador Beldes Ramos (PT) sugeriu ao colega que esta apuração se estenda também ao guincho que assiste à SMTT. Já Pablo Roberto (PMDB) pediu que fosse cobrado de Rui Costa (PT) resposta para o ofício encaminhado ao governador solicitando esclarecimentos sobre o dinheiro arrecadado com as diárias dos veículos apreendidos.

De volta com a palavra, Tom garantiu que não está se manifestando contra a realização de blitz, e sim contra a maneira como acontece a apreensão dos veículos.

Outras publicações

Feira de Santana sedia VII Mega Encontro Nacional de Motociclistas VII Mega Encontro Nacional de Motociclistas ocorre em Feira de Santana. De 3 a 6 de novembro de 2016 a Praça João Barbosa de Carvalho, conhecida com...
Radialista Nivaldo Vieira se identifica como assessor de Graça Pimenta e boicota a vinda do senador César Borges à Feira de Santana, denuncia Paulão Visita do senador César Augusto Rabello Borges gera controvérsia entre os radialistas Nivaldo Vieira e Josse Paulo (Paulão). O doublé de comerciante...
Confira a coluna de Antônio José Larangeira de 19 de agosto de 2014 A matriarca Maria Beatriz Rocha de Carvalho que completou domingo ultimo, cem anos de vida. No flash de alguns anos atrás, ladeada por sua filha Elia...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br