Greve dos petroleiros: deputado Rosemberg Pinto manifesta apoio aos trabalhadores e considera grotesca ação da PM

Deputado estadual Rosemberg Pinto durante reunião com trabalhadores e membros do governo da Bahia.

Deputado estadual Rosemberg Pinto durante reunião com trabalhadores e membros do governo da Bahia.

O deputado estadual Rosemberg Pinto (PT) manifestou seu apoio aos petroleiros em greve desde a última semana de outubro; lamentou agressão da Polícia Militar; e se colocou à disposição para defender “aquilo que é fundamental para o desenvolvimento do nosso país: a Petrobras”.

Funcionário da Petrobras durante 36 anos, Rosemberg compartilhou um vídeo em suas redes sociais para demonstrar seu total apoio à greve dos petroleiros, destacando ser esta uma greve justa, importante, e atual para a defesa dos interesses da sociedade brasileira e do patrimônio público. Para o deputado, que também é líder da bancada do Partido dos Trabalhadores, os grevistas não podem pagar por erros cometidos pela Companhia, “Uma coisa não pode implicar na outra. Os trabalhadores precisam estar preservados e consequentemente o patrimônio da Petrobras preservado para garantir e promover o desenvolvimento do País”, destaca.

Rosemberg lamentou ainda o papel da Polícia Militar da Bahia que, segundo ele, agiu de uma forma extremamente “grotesca” e contrária ao perfil do governador Rui Costa, que é sindicalista, assim como ele. “Sempre nos colocamos contrários à este tipo de posicionamento da polícia. Acho inclusive que não tem necessidade da polícia num local de greve porque a policia precisa cuidando de marginais e não de grevista e, nesse caso, grevistas que estão lutando em defesa de um patrimônio público!, exaltou.

Audiência na SERIN

No início da tarde Rosemberg acompanhou a reunião na SERIN – Secretaria de Relações Institucionais, com a Policia Militar para apurar as denúncias da agressão ao conselheiro e coordenador do Sindicato dos Petroleiros, Deyvid Bacelar; o Diretor da CUT-Ba Agnaldo Cosme e Wandaick Costa, fotógrafo que acompanha a greve.

Em seguida o parlamentar utilizou o seu tempo de fala no plenário da Assembleia Legislativa para lamentar, de forma veemente, a forma como foram tratados os dirigentes sindicais e um trabalhador da área de comunicação, questionando o papel da PM nesse episódio da greve dos petroleiros, e destacando que levaria o ocorrido ao governador Rui. “Parabéns trabalhadores da Petrobras, estamos juntos. Irei, na medida do possível, estar presente nas mobilizações na porta das unidades, defendendo aquilo que é fundamental para o desenvolvimento do nosso país: a nossa querida Petrobras”, finalizou.

Outras publicações

Plano Estadual de Juventude é enviado à AL Uma compilação de políticas públicas voltadas a atender as principais demandas dos jovens baianos, o Plano Estadual de Juventude foi enviado, oficialm...
Vacinas contra meningite C chegam à Bahia em janeiro Até o dia 15 de janeiro de 2010 chegará à Bahia, proveniente dos Estados Unidos, o primeiro lote de vacinas meningocócica tipo C, contendo 175 mil dos...
Conselho aprova regulamentação da Lei de Cooperativismo O Conselho Estadual de Cooperativismo da Bahia (Cecoop-BA) aprovou por unanimidade, nesta quarta-feira (15/09/2010), o regulamento da Lei Estadual 11....

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br