Deputado Marcelino Galo propõe política estadual de segurança de barragens na Bahia

Marcelino Galo: “Pela estrutura administrativa do Estado da Bahia, aprovada em lei, cabe à Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS) formular, executar e acompanhar a Política Estadual de Segurança de Barragens".

Marcelino Galo: “Pela estrutura administrativa do Estado da Bahia, aprovada em lei, cabe à Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS) formular, executar e acompanhar a Política Estadual de Segurança de Barragens”.

Coordenador da Frente Parlamentar Ambientalista da Bahia, o deputado estadual Marcelino Galo (PT) protocolou na Assembleia Legislativa uma Indicação ao Governo do Estado da Bahia e a minuta de Projeto de Lei em que propõe a criação da Política Estadual de Segurança de Barragens e do Sistema Estadual de Informações sobre Segurança de Barragens.

“Pela estrutura administrativa do Estado da Bahia, aprovada em lei, cabe à Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS) formular, executar e acompanhar a Política Estadual de Segurança de Barragens. Ocorre que as barragens têm diversas finalidades, nem sempre associadas à segurança hídrica ou à geração hidroelétrica, como no caso daquelas para fins de disposição final ou temporária de rejeitos ou de resíduos industriais, cada uma delas em um órgão diferente, como manda a lei. Por isso, no nosso entendimento, o INEMA deve ter um papel preponderante nesse processo, para que ele seja articulado”, afirmou o parlamentar.

Nesta quinta-feira (19/11/2015) a Frente Parlamentar Ambientalista da Bahia e o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (Crea-Ba) visitarão  a barragem de rejeito da mineradora Yamana Gold, localizada na cidade de Jacobina.

Engenheiro agrônomo e ambientalista, Marcelino Galo lembra que o rompimento dos aterros com os depósitos de rejeitos da indústria de papel Cataguases e o rompimento da barragem do Fundão, ambos em Minas Gerais, nos mostra os riscos a que estamos submetidos. “É preciso aprender com os erros do passado para que eles não se repitam. Precisamos urgentemente de um sistema de informações sobre a segurança de barragens e uma política de segurança, com um plano de segurança que ajude a evitar outra catástrofe socioambiental como a que estamos vendo na bacia do Rio Doce”, concluiu Galo.

Outras publicações

Eleições 2014 – Bahia: ex-prefeito de Feira de Santana retira candidatura a deputado estadual Tarcízio Pimenta desiste de candidatura. Documento encaminhado por Tarcízio Pimenta ao TRE. O médico e ex-prefeito de Feira de Santana Tarcízio ...
Bahia tem maior índice do país em compras de pequenos negócios Movimento Compre do Pequeno Negócio. Quase 5 milhões de baianos afirmaram ter adquirido algum produto de pequenos negócios em 5 de outubro de 2015, ...
Ação da Codevasf garante água à região do Salitrinho e produtores conquistam 40% do mercado regional Ação da Codevasf incentiva produção agrícola. Buscar água em cacimba e sobreviver trabalhando como diarista em lavouras de terceiros é uma realidade...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br