Deputado José Carlos Aleluia critica política de segurança pública do governo da Bahia

José Carlos Aleluia: "Governador, o senhor aceita  toque de recolher onde o senhor nasceu?"

José Carlos Aleluia: “Governador, o senhor aceita toque de recolher onde o senhor nasceu?”

“Governador Rui Costa, não será com estatísticas que o senhor vai esconder a avassaladora violência que toma conta da Bahia. Como o senhor explica o toque de recolher em pleno dia, decretado por bandidos na região de Salvador onde o senhor diz que nasceu e foi criado?”, questiona o deputado federal José Carlos Aleluia, presidente estadual do Democratas, indignado com o fechamento de lojas, postos de saúde e escolas por determinação de traficantes nos bairros de Santa Mônica, Pero Vaz, Iapi e parte da Liberdade, na última quarta-feira (11/11/2015).

“Eu passei a minha infância e juventude, circulando e andando a pé por esses lugares. Não posso admitir que a falta de segurança pública em nosso estado tenha chegado a tal ponto, em que bandidos imponham a vontade deles aos cidadãos em plena capital”, reclama o parlamentar baiano, que morou na Ladeira do Paiva. Filho de um oficial da Polícia Militar, Aleluia reconhece o esforço da PM no combate aos criminosos, mas critica a falta de prioridade do governador Rui Costa para enfrentar o problema.

“A exemplo de seu padrinho e antecessor Jaques Wagner, o governador Rui Costa não faz os devidos investimentos em segurança pública e o resultado esta aí: novamente mais de cinco mil baianos serão vítimas de assassinatos este ano”, observa Aleluia. De acordo com o líder democrata, essa triste realidade coloca a Bahia e Salvador entre os lugares mais violentos do mundo. “As nossas potencialidades turísticas se esvaem neste ambiente violento que se estabeleceu em nosso estado depois dos governos petistas”, afirma.

Publicidade

Publicidade

Compartilhe e Comente

Facebook do JGB

Publicações relacionadas

+ Publicações >>>>>>>>>

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br