Deputado Carlos Geilson qualifica ex-presidente Lula de ‘metamorfose ambulante’

Carlos Geilson: “Ele dizia que a CPMF era uma extorsão, uma usurpação aos direitos do trabalhador, hoje ele diz que o Brasil precisa, que é crucial para o Brasil andar. Hoje é fundamental para cobrir o rombo do governo”.

Carlos Geilson: “Ele dizia que a CPMF era uma extorsão, uma usurpação aos direitos do trabalhador, hoje ele diz que o Brasil precisa, que é crucial para o Brasil andar. Hoje é fundamental para cobrir o rombo do governo”.

Uma metamorfose ambulante. Foi assim que o deputado estadual Carlos Geilson (PSDB) definiu o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A comparação do parlamentar tem como base nas mudanças de opinião do petista em relação à Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).

De acordo com Geilson, no ano de 1999 o discurso de Lula era em defesa do consumidor. “Ele dizia que a CPMF era uma extorsão, uma usurpação aos direitos do trabalhador, hoje ele diz que o Brasil precisa, que é crucial para o Brasil andar. Hoje é fundamental para cobrir o rombo do governo”, frisou.

Para o deputado, essa metamorfose de Lula, essa mudança de pensamento, está em apenas uma condição: a de situação. “Sabe o que mudou? É que hoje ele não é mais oposição, ele é governo. E, por isso deixou para trás palavras tão bonitas, momento tão feliz de sua vida política”, explicou.

Geilson ainda lembrou o discurso do ex-presidente em 99, quando era oposição: “A CPMF é uma extorsão social, é um roubo, uma usurpação dos direitos do trabalhador” (Lula). Para o deputado, o imposto que o governo petista quer ressuscitar vai prejudicar a toda população. “Não me venham com conversa fiada de que só uma parcela será prejudicada. Todos, sem exceção pagarão a conta”, finalizou.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br