Deputado Carlos Geilson cobrou do secretário da Saúde do Estado a construção do hospital regional de Feira de Santana

Deputado Carlos Geilson e o secretário Fábio Vilas Boas.

Deputado Carlos Geilson e o secretário Fábio Vilas Boas.

Uma luta antiga do deputado estadual Carlos Geilson (PSDB) pode estar prestes a ter final feliz. O parlamentar que vem sempre cobrando a construção de um novo hospital regional em Feira de Santana, se reuniu nesta segunda-feira (23/11/2015) com o secretário de Saúde do estado, Fábio Vilas Boas, para cobrar soluções para o problema na saúde da região de Feira.

O titular da pasta de saúde afirmou que o novo hospital regional de Feira de Santana deve sair em breve. De acordo com o secretário, a construção do hospital, juntamente com os equipamentos, estão orçados em R$ 120 milhões, e o governo já está buscando o recurso junto ao BNDES ou ao Banco do Brasil.

“Saindo o recurso, no dia seguinte já damos ordem de serviço. Já temos o terreno, a planta e a locação do software de arquitetura”, frisou o secretário. Ele ainda disse que o novo regional deve ser inaugurado em duas etapas, e que a primeira terá 180 leitos, de um total de 350, distribuídos em dois andares.

Geilson ainda questionou sobre a capacidade de atendimento do novo hospital e sobre a construção de uma maternidade pública estadual para Feira de Santana. De acordo com o secretário, após a conclusão do hospital, o Hospital Regional Clériston Andrade (HGCA) será entregue à prefeitura de Feira de Santana, que poderá utilizar alguns leitos para a maternidade. O secretário também disse não é de competência do estado a realização de partos, mas do município.

O secretário afirmou que ainda este ano será inaugurado 50 leitos de maternidade no Hospital da Criança, para encaminhamento de gravidez de alto risco de Feira e região. Questionado pelo deputado Carlos Geilson sobre as obras da Unidade de Pronto Atendimento UPA, que estavam paralisadas, Fábio afirmou que foram retomadas nesta segunda-feira (24) e, que já tem 70% das obras executadas.

Geilson comemorou a notícia da ampliação no atendimento do Hospital da Criança e, disse que apesar de ter perdido uma batalha, não perdeu a guerra. “Infelizmente tive a notícia de que o governo não vai construir uma maternidade em Feira, mas pelo menos fiquei mais aliviado ao saber que serão inaugurados 50 leitos para partos de alto riscos, para amenizar o sofrimento das parturientes de Feira e região”, frisou o deputado.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br