Campanha ’16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres na Bahia’

No Brasil, a campanha tem início no Dia Nacional da Consciência Negra, 20 de novembro.

No Brasil, a campanha tem início no Dia Nacional da Consciência Negra, 20 de novembro.

Começa hoje, 20 de novembro de 2015, a campanha ’16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres na Bahia’. Com início no dia 25 de novembro, Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher, e fim no dia 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos, no Brasil, a campanha tem começo antecipado para o Dia Nacional da Consciência Negra, para enfatizar a dupla discriminação sofrida pela mulher negra.

Na Bahia, será realizada uma série de atividades para fortalecer a campanha no Estado. A Secretaria de Políticas para as Mulheres da Bahia (SPM-BA) realizará ações de diversas vertentes e com diversos públicos no intuito de combater a violência contra as mulheres das mais variadas formas.

Haverá uma ação especial em comemoração ao Dia da Baiana de Acarajé; o Lançamento da Campanha “Quem ama, abraça”; iluminação especial da Itaipava Arena Fonte Nova remetendo aos 16 Dias de Ativismo; um evento para celebrar o Compromisso Sindical pelo Fim da Violência contra a Mulher; participação na Feira Nacional da Agropecuária – FENAGRO; Assinatura de Protocolos de Intenções em prol da Integração de Políticas de Gênero e Raça; Caminhada do Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres; Inauguração de Centros de Referência de Atendimento à Mulher (CRAMs) no interior da Bahia; Curso de Nivelamento para Implantação da Ronda Maria da Penha em Serrinha; Reunião do Fórum Permanente de Enfrentamento à Violência contra a Mulher para tratar da continuidade do funcionamento das Unidades Móveis.

História da campanha 

A campanha é uma mobilização mundial, que acontece anualmente. O Poder Público e diversos atores da sociedade civil atuam de forma engajada durante o período, lutando pelo enfrentamento à violência contra as mulheres.

A primeira edição aconteceu em 1991. Atualmente, mais de 160 países participam do movimento, que tem como objetivo apresentar dados, debater o assunto e lutar pelo fim da violência sofrida por mulheres de todo o mundo.

Outras publicações

Eleições 2014 – Bahia: Paulo Souto propõe a criação de centros regionais de assistência médica Paulo Souto em Irecê. “Vamos implantar centros de assistência médica para consultas e exames em cada região, para atender os baianos que hoje sofrem...
Calendário das competições baianas está disponível no site da SUDESB O calendário com a relação das principais competições esportivas da Bahia no ano de 2010 está disponível no site da Superintendência de Desportos do E...
Bahia homenageada na abertura do Grand Slam de Judô, em Paris O governador Jaques Wagner participou, neste sábado (05/02/2011), às 10h (horário local, 6h em Brasília), da cerimônia de abertura do Grand Slam da Fe...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br