Camelôs e ambulantes protestam contra construção do Shopping Popular no Centro de Abastecimento de Feira de Santana

Camelôs e ambulantes protestam contra construção do Shopping Popular em Feira de Santana.

Camelôs e ambulantes protestam contra construção do Shopping Popular em Feira de Santana.

Vendedores ambulantes e camelôs de Feira de Santana protestaram contra a construção Shopping Popular no Centro de Abastecimento de Feira de Santana. As manifestações ocorreram na manhã de hoje (19/11/2015), em frente ao Paço Municipal Maria Quitéria, sede da Prefeitura de Feira de Santana.

Durante o protesto, lideranças do movimento cobram melhorias no ambiente de trabalho e reorganização do centro da cidade, de forma a não prejudicar os feirantes que ocupam há décadas espaços comerciais no Centro de Abastecimento.

Um dos organizadores do protesto, Paulo da Silva Brito (44), entrevistado pelo Jornal Grande Bahia, avaliou que o shopping prometido pelo governo municipal é um equipamento privado. Ele estima que cada camelô deverá pagar R$ 1 mil por mês de aluguel, um valor que ele considera bastante elevado para a categoria.

Confira a entrevista

Jornal Grande Bahia — O que motivou o protesto?

Paulo da Silva Brito — A motivação principal é porque o shopping que eles dizem que é popular, que eles querem fazer no centro de abastecimento, é um shopping particular. Na realidade, todos os camelôs de Feira de Santana e todos os ambulantes, a maioria, não têm condições de pagar os valores dos alugueis. Eles vão custar na faixa de R$ 1 mil.

Protestamos, também, porque prejudica os colegas do Centro de Abastecimento. Observe que a Prefeitura começou essa semana a tirar o pessoal do setor de venda de ferragens de forma arbitrária. Obrigado os vendedores a colocaram a mercadoria no meio da rua. Lamentavelmente, eles foram saqueados.

A gente está reivindicando o direito de cada cidadão, pai de família, que somos nós, os camelôs e ambulantes de Feira de Santana, e temos direito ao trabalho e a Constituição Federal nos dá esse direito.

JGB — Como vocês avaliam o projeto da Prefeitura de Feira de Santana em relação ao Shopping Popular?

Paulo Brito — É um shopping particular, porque não vai atender a necessidade dos camelôs nem dos ambulantes, porque em Feira de Santana tem mais de três mil camelôs e ambulante, e o Shopping Popular conta apenas com 1831 boxes. Isso não é de nosso interesse. A maioria dos camelôs e ambulantes de Feira de Santana não tem interesse nesse shopping.

O prefeito prometeu na sua campanha de 2012 que iria organizar todo mundo aqui no centro da cidade, como, também, o prefeito ACM Neto está organizando lá em Salvador próximo à Avenida 7.

JGB — Como vocês avaliam a interlocução da prefeitura com os representantes do movimento?

Paulo Brito— Fizemos algumas reuniões esse ano. A gente fez duas reuniões, e na última, a maioria dos colegas estavam lá. Falamos claramente para ele que não queremos o Shopping Popular. Queremos, sim, que sejam organizados as nossas bancas e nossos locais de trabalho, como ele prometeu em 2012.

*Reportagem Laíse Marques | Edição Carlos Augusto.

Leia +

Grupo UAI será responsável por construir shopping popular em Feira de Santana

Sindicato dos Camelôs aprova projeto arquitetônico do Shopping Popular de Feira de Santana

Construção do Shopping Popular pela prefeitura de Feira de Santana é caracterizado por violação da identidade imaterial do povo baiano e feirense

Outras publicações

Vereador Bastinho: deputado Fernando Torres deverá desincompatibilizar o seu apoio ao governo de Tarcízio Pimenta Exemplo do que ocorreu com o PT, o deputado Fernando Torres (DEM), se coloca na posição de vítima e sai atirando contra os ex-aliados. Sendo a bola da...
Câmara deve fazer movimento junto ao Prefeito por regulamentação e fiscalização ao cumprimento de leis aprovadas pelo legislativo feirense A regulamentação e a fiscalização ao cumprimento das leis aprovadas pela Câmara Municipal voltam a ser alvo de debate entre vereadores de diversos par...
Vereador anuncia paralisação dos rodoviários de Feira de Santana Vereador Alberto Nery anuncia paralisação dos rodoviários em Feira de Santana. O vereador e presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br