Bombeiros controlam fogo na Chapada Diamantina

Bombeiros e brigadistas conseguem controlar o incêndio na Chapada Diamantina. Eles vão permanecer na área até a chegada do período chuvoso.

Bombeiros e brigadistas conseguem controlar o incêndio na Chapada Diamantina. Eles vão permanecer na área até a chegada do período chuvoso.

Os focos de incêndio no Parque Nacional da Chapada Diamantina, que tiveram início na quinta-feira (12) da semana passada, na área de Morro Branco, foram controlados na sexta-feira (20/12/2015) pelas equipes de bombeiros militares e brigadistas voluntários que trabalham na região. Segundo a Secretaria de Meio Ambiente, as equipes vão permanecer no parque até o início do período chuvoso a fim de prevenir novos focos.

A Secretaria de Meio Ambiente da Bahia estima que cerca de 15 a 30 mil hectares do parque tenham sido atingidos pelas chamas. Dez técnicos do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (IcmBio) fazem pesquisas de campo para verificar a situação do parque após o incêndio. Nesta sexta-feira (20), mais um avião air tractor (tipo trator) chegou para ajudar no combate ao fogo. Amanhã (21), uma equipe de 40 bombeiros militares deve chegar ao parque para ajudar no controle dos focos, caso continuem a ocorrer.

O Parque Nacional da Chapada Diamantina foi criado em 1985 por decreto e conta com uma área de 152 000 hectares que abrange os municípios de Andaraí, Ibicoara, Itaetê, Lençóis, Mucugê e Palmeiras.

Os primeiros focos de incêndio na área começaram no final de agosto e início de setembro, mas foram rapidamente controlados. Segundo o secretário de Meio Ambiente da Bahia, Eugênio Spengler, o fogo surge diariamente na região. “Percebemos que surgem de dois a três focos de incêndio, distantes cerca de 500 metros um do outro, sempre no final da tarde”, disse.

O secretário afirmou há forte indício de que os focos podem ter origem criminosa, como o que  ocorreu na BR-242, na semana passada. Policiais da Bahia estão investigando o surgimento dos incêndios, que podem ser intencionais ou não.

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militares da Bahia, Francisco Luiz Telles, que coordena as ações na região, disse que as equipes trabalham diariamente para controlar a situação. “Quatro aviões air tractor fazem uma média de 18 lançamentos de cerca de 180 a 200 mil litros para controlar os focos e não deixar que eles se alastrem. Além disso, bombeiros e brigadistas trabalham por terra com cinco caminhões de combate à incêndios e 10 carros pipas”

A Secretaria de Meio Ambiente da Bahia estima que cerca de 15 a 30 mil hectares do parque tenham sido atingidos pelas chamas. Dez técnicos do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (IcmBio) realizam pesquisas de campo para verificar a situação do parque após os focos. Nesta sexta-feira (20), mais um avião air tractor chegou para ajudar no combate ao fogo. Amanhã (21), uma equipe de 40 bombeiros militares deve chegar ao parque para ajudar no controle dos focos.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br