Setembro de 2015 registra queda de 10,5% no número de homicídios na Bahia

Maurício Barbosa, secretário de Segurança Pública, apresenta números da redução da violência na Bahia.

Maurício Barbosa, secretário de Segurança Pública, apresenta números da redução da violência na Bahia.

O mês de setembro registrou queda de 10,5% nos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) em relação ao mesmo período do ano passado. Em todo o estado, o número de vítimas de homicídios caiu de 437, em 2014, para 391 entre os dias 1º e 30 de setembro de 2015.

Considerando apenas os números registrados nas cidades da RMS, foram 16 vítimas a menos que em setembro de 2014 (-27%). No interior, os dados apontam variação absoluta de 33 casos a menos com redução de 274 para 241 CVLIs (-12%). Em Salvador, setembro fechou com 107 ocorrências, contra 104 no ano passado, variação de 2,9%. No acumulado de janeiro a setembro de 2015, o índice de CVLIs consolidado de Salvador, RMS e interior caiu 3,6% na comparação com o ano anterior.

SSP questiona metodologia do Anuário de Segurança Pública

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) questiona a metodologia utilizada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública no estudo divulgado parcialmente nesta quinta-feira (08), em que atribui à Bahia o primeiro lugar entre os estados da federação em números absolutos de homicídios no ano passado.

O próprio Fórum admite a excelência da qualidade nas informações prestadas pela Bahia referentes à segurança, o que acaba colocando-a entre os estados com maiores números absolutos de homicídios. A SSP  classifica, inicialmente, qualquer morte com sinais de violência como homicídio, exceto casos especiais. Em outros estados brasileiros, grande parte das ocorrências não é assim contabilizada e sim como “mortes a esclarecer”.

Por exemplo, em 2012, segundo dados do próprio levantamento, Minas Gerais computava 3.924 homicídios e 3.780 mortes a esclarecer. Somados, os números alcançam a marca de 7.704 casos. No mesmo ano, a Bahia registrou 5.462 homicídios e 446 casos a serem investigados, somando 5.908 mortes. Da mesma forma, o Rio de Janeiro não incluiu naquele ano os casos que ainda precisavam ser solucionados. Em 2012, eles somavam 3.814 homicídios, contra 3.619 “mortes a esclarecer”. Somados dá um total de 7.433 casos.

Com isso, a SSP entende a inviabilidade de se comparar os dados entre os estados, já que cada um utiliza metodologia diferente de contabilidade das estatísticas policiais.

Outras publicações

Corpo de Bombeiros Militar da Bahia tem primeiro comandante depois da emancipação Coronel Francisco Luiz Telles de Macedo, toma posse em cerimônia realizada na sede do 10º Grupamento de Bombeiros Militar. O primeiro comandante-ger...
Cena baiana das artes visuais continua movimentada em 2011 Pelo menos 20 exposições estarão abertas à visitação no início do primeiro semestre, integrando a programação de 2011, já organizada pela Secretaria E...
Deputado Eduardo Salles esclarece situação das obras no Sul da Bahia Eduardo Sales esclarece situação das obras no sul da Bahia. O deputado estadual Eduardo Salles aproveitou a sessão desta quinta-feira (16/04/2015) n...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br