OAB Bahia vai a CNJ e impede transferência de varas para o Imbuí em Salvador

Luiz Viana informa sobre vitória da entidade no CNJ.

Luiz Viana informa sobre vitória da entidade no CNJ.

A OAB Bahia teve pedido de liminar acolhido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) está impedido de transferir quatro varas cíveis e de família para a Central de Juizados do Imbuí. “O CNJ concordou conosco de que não tem cabimento desviar a finalidade da Central, que deve ter como prioridade concentrar no local os Juizados Especiais”, diz o presidente da OAB-BA, Luiz Viana.

Para Viana, a iniciativa equivocada do TJ-BA, além de desnecessária, é onerosa, só atrapalha o funcionamento da Justiça. “Esperamos que agora o TJBA transfira para o Imbuí os vários Juizados que estão funcionando precariamente, como os da Liberdade, Piatã e outros”. Candidato à reeleição, Luiz Viana fará o lançamento oficial de sua chapa Mais OAB 86 na Associação Comercial da Bahia (ACB), nesta quarta-feira (14/10/2015), às 18h30.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br