Manifestação pede impeachment da presidente Dilma Rousseff

A medida que mais casos de corrupção são revelados, população amplia crítica ao governo Rousseff.

A medida que mais casos de corrupção são revelados, população amplia crítica ao governo Rousseff.

Terminou, de forma pacífica, uma manifestação a favor do impeachment da presidenta Dilma Roussef, na região do Ibirapuera, capital paulista, na noite de hoje (26/10/2015). Mais cedo, os manifestantes ocuparam o vão do Museu de Arte de São Paulo (Masp), na Avenida Paulista. Quando o semáforo fechava para os carros, pessoas com bandeiras do Brasil, faixas e caricaturas de Lula e Dilma ocupavam a faixa de pedestres.

Eles saíram em passeata pela Avenida Paulista, às 19h10, bloqueando todas as faixas no sentido Paraíso, desceram a Avenida Brigadeiro Luis Antônio e chegaram até a sede do PMDB, na Rua Manoel da Nóbrega, por volta de 20h30.

No local, o líder do movimento Vem Pra Rua, Rogério Chequer, discursou para os presentes. Ele disse que a investigação contra Eduardo Cunha não pode influenciar suas ações em relação aoimpeachment. Chequer disse que Cunha está emperrando um processo democrático. Após o discurso, o grupo gritou “encaminha, Cunha”, sobre o processo. Às 20h45, começou a dispersão do grupo.

Segundo os movimentos Vem Pra Rua e NasRuas, a presidenta cometeu crime de responsabilidade fiscal e, por isso, eles pedem o impeachment.

*Com informação da Agencia Brasil

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br