Grupo da Força Jovem da OAB Bahia entrega Carta 33 a Carlos Rátis

Segundo Carlos Rátis, as ideias da Força Jovem estão conquistando mais e mais pessoas. A renovação se faz urgente na advocacia baiana.

Segundo Carlos Rátis, as ideias da Força Jovem estão conquistando mais e mais pessoas. A renovação se faz urgente na advocacia baiana.

Um grupo de representantes do movimento intitulado Força Jovem da Advocacia Baiana entregou, na noite da última quarta-feira (30/09/2015), no auditório do edifício Salvador Trade Center, uma Carta Aberta de Ideias para a Jovem Advocacia, contendo 33 propostas de valorização da categoria, para o presidente do Instituto dos Advogados e pré-candidato à presidência da OAB-BA, Carlos Rátis. “Achamos que é Rátis quem vai executá-los da melhor maneira possível”, destacou um dos integrantes, Pedro Sales.

Segundo outro integrante do movimento, o jovem advogado Alessandro Marques, foi em 2011 que teve o primeiro contato com Carlos Rátis.“Ele estava à frente da ESAD (atual ESA-BA) e nos apoiou em diversos eventos. Mostrou que compreende a essência do empreendedorismo como atitude”, pontuou.

É importante acompanhar a qualidade do ensino jurídico, realizar eventos, entre outros pontos”, destacou Pedro Sales. “Rátis é muito afeito ao diálogo”, completou Sales.

Carlos Rátis defendeu a necessidade de tomar providências, com energia e medidas viáveis. “Como podemos saber as demandas dos jovens se eles não estão devidamente representados? Devemos melhorar as condições da nossa profissão e essas 33 propostas podem vir a se multiplicar”, completou. Ainda segundo ele, o compromisso estava sendo atendido pelo grupo, mas também pelos proponentes, com fiscalização, trabalho diuturno, cobrança e a contribuição para o cumprimento das propostas. “Nós precisamos de vocês. Vocês não são o futuro da Advocacia, mas o presente”, acrescentou o ex-interventor do Bahia.

Dois jovens advogados de Jequié, que estiveram presentes no evento, afirmaram que se sentiam muito felizes com as propostas sugeridas. “No interior é muito mais difícil debater essas ideias com os advogados mais antigos. Vocês ganharam soldados”, afirmou Luan Bittencourt. Para Anderson Mendes, as propostas são um alento para quem está começando a advogar.

O advogado Maurício Góes e Góes afirmou que o grupo está muito além de sua própria geração. Já a professora Christiane Gurgel destacou que os advogados são os únicos profissionais que podem declamar paixão pela causa. “Eu percebo em vocês essa vontade de mudança, essa paixão”. A advogada Nildes Carvalho classificou os jovens como visionários. “Já estão pensando além do que vivemos hoje na Advocacia. Percebem que estão bem amparados por Carlos Rátis, pelo seu profissionalismo e currículo: o quanto ele construiu e vem construindo para os jovens nas universidades”.

Já o advogado Antônio Menezes, ex-vice-presidente da OAB-BA, orientou os jovens advogados a acreditarem neles mesmos e focarem na Advocacia. Ao final do evento o documento foi entregue a Carlos Rátis.

O movimento Força Jovem da Advocacia Baiana foi formado há poucos meses para representar os anseios dos advogados que possuem até cinco anos de carteira da Ordem.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br