Governador Rui Costa autoriza início das obras da Via Expressa Paralela-Barradão

Assinatura de ordem de serviço para início das obras da Via Expressa Paralela-Barradão.

Assinatura de ordem de serviço para início das obras da Via Expressa Paralela-Barradão.

A ordem de serviço para o início imediato das obras da Via Expressa Paralela–Barradão foi assinada pelo governador Rui Costa na tarde desta quinta-feira (29/10/2015), no Salão de Atos da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. A via vai permitir a ligação da Avenida Luís Viana Filho (Paralela), na altura do Trobogy, com a Rua Artêmio Castro Valente, próximo ao Estádio Manoel Barradas, o Barradão.

“Estamos melhorando a vida de milhares de pessoas que vivem naquela região e que atualmente têm dificuldade para sair dali. Qualquer um que passar por esta via terá acesso fácil à Estação Trobogy para pegar o metrô. Nem vai precisar usar carro pra ir ao Barradão, por exemplo”, disse Rui Costa.

O projeto de ligação viária foi elaborado pelo Governo do Estado, por meio do Programa Mobilidade Salvador, com o objetivo de proporcionar mais fluidez ao trânsito na região da Paralela. Durante a assinatura da ordem de serviço, o governador ainda parabenizou o Esporte Clube Vitória pelas ações sociais e pelo apoio em campanhas do Governo, como de doação de sangue, Educar Para Transformar e Mais Família, Menos Drogas. “[O Vitória] tem nos ajudado a comunicar valores de bem”.

Além de melhorar o tráfego, a iniciativa valoriza imóveis e beneficia 500 mil moradores de bairros como Canabrava e Nova Brasília. Orçada em R$ 26 milhões, a via terá 7 metros de largura e 3,68 quilômetros de extensão. Entre as intervenções que serão realizadas estão duas faixas de tráfego em cada sentido, calçadas (passeios) com 1,5m e canteiro central.

O novo acesso receberá ainda microdrenagem, iluminação pública, sinalização viária e obras de urbanização e paisagismo. A previsão é que os trabalhos fiquem prontos no prazo de um ano e meio. O projeto que vai ser executado representa uma economia de R$ 4 milhões e ainda reduz a área que precisaria ser desapropriada. A proposta inicial estava orçada em R$ 30 milhões.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br