Espanhóis protestam contra políticas que geram desigualdade

La Rambla em Barcelona, Espanha. Espanhóis protestam.

La Rambla em Barcelona, Espanha. Espanhóis protestam.

Mais de 1,3 mil organizações da sociedade civil espanhola convocaram para hoje (17/10/2015) mobilizações em meia centena de cidades, incluindo Madrid, para protestar contra as políticas que geram pobreza e desigualdade. O lema das manifestações é “As pessoas acima das multinacionais”.

Coincidindo com o Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza, o protesto na capital espanhola vai figurar como a “última grande ação” da semana global de iniciativas contra a pobreza e o Acordo Transatlântico de Livre Comércio e Investimento entre a União Europeia e os Estados Unidos, segundo os organizadores (TTIP).

As organizações querem que as pessoas demonstrem oposição a uma “crescente desigualdade e pobreza”, que beneficia as elites económicas e afetam o bem-estar e direitos humanos das grandes maiorias sociais.

A campanha “NoalTTIP” e a Aliança Espanhola Contra a Pobreza, que reunem as mais de 1,3 mil organizações que convocaram os protestos, também consideram que os tratados de livre comércio que a União Europeia pretende firmar com os Estados Unidos e o Canadá “geram um grave déficit democrático na participação e soberania”.

Em comunicado, um dos grupos afirmou ser “intolerável” que os poderes públicos e empresas tenham se acostumado a “conviver com as atuais taxas de pobreza e exclusão social”.

Uma em cada cinco pessoas vivem na Espanha em risco de pobreza e exclusão. De acordo com NoalTTIP, a desigualdade continua a crescer, enquanto o número de milionários aumentou 13% entre 2012 e 2013. Conforme a entidade, a Espanha é o segundo país na Europa em índices de desigualdade.

As exigências dos organizadores dos protestos são um novo modelo econôómico e social que transforme radicalmente as regras do jogo, de modo que as pessoas sejam a “prioridade”.

*Com informação da Agência Brasil

Outras publicações

Filmes made in Germany fazem sucesso fora do país O cinema alemão tem ocupado lugar de destaque no cenário internacional. Instituições como a German Films e o Instituto Goethe são alguns dos responsáv...
Líderes mundiais se reúnem na ONU para formalizar metas de desenvolvimento Cartaz ONU. Começa nesta sexta-feira (25/09/2015), em Nova York, a Cúpula das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável. A expectativa é que ...
Países lusófonos buscam formas de internacionalizar a língua portuguesa Apesar da relevância demográfica e cultural do português, idioma ainda é pouco difundido. Conferência sobre o futuro da língua portuguesa reúne intele...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br