Emoção e reconhecimento na entrega do ‘Mérito Educacional FTC’ Feira de Santana

Professores recebem o 'Mérito Educacional FTC'.

Professores recebem o ‘Mérito Educacional FTC’.

Quem foi ao Auditório Professora Terezinha Mamona, no Campus da FTC Feira de Santana, na noite de sexta-feira (16/10/2015), viveu momentos de grande emoção, durante a entrega do Mérito Educacional a professores que contribuíram para a construção da história da Instituição. O evento foi uma comemoração dupla: O Dia do professor e o 16º aniversário de fundação da Faculdade.

“Este momento é um testemunho de uma direção que não nega a história”, definiu o professor Josué Mello, primeiro diretor da unidade e um dos homenageados da noite. Ele destacou a concepção de formar a equipe da Faculdade com a “prata da casa” e enfatizou a importância do trabalho coletivo. “Um galo sozinho não tece uma manhã, ele precisa de outros galos…”, disse, citando o poeta João Cabral de Mello Neto.

Falando em nome de todos os homenageados, Josué Melo falou de sua trajetória na Instituição, cujo projeto era ser uma faculdade pública, mesmo sendo um empreendimento de natureza privada. “Pública no sentido de se colocar a serviço da comunidade, não ser fechada em si mesma”, explicou, lembrando que promover o ensino superior de qualidade e com tecnologia sempre foi a meta da FTC.

Depois de uma verdadeira aula sobre educação e gestão, o orador da noite enalteceu não apenas o trabalho acadêmico que vem sendo feito, mas a ampliação e manutenção do espaço físico do campus. “Ficamos felizes, pois vemos que nosso trabalho não foi em vão”, afirmou Josué, que lembrou o profeta Daniel ao afirmar que “aqueles que ensinam a fazer o que é certo são como as estrelas do céu, que nunca se apagam”.

Para os docentes, ele deixou um recado baseado na concepção do escritor Rubem Alves: “O educador de verdade é um artista, um intérprete, um construtor de mundos”. Defensor do sonho como combustível para uma educação transformadora, Josué afirmou que os desafios são muitos nesse processo de construção, mas assegurou que “tudo vale a pena, se a alma não é pequena”, uma alusão ao poeta português Fernando Pessoa.

A emoção foi o fio condutor também para o discurso do diretor da FTC Feira de Santana e diretor de Operações da Rede, professor Cristiano Lôbo. Idealizador do projeto do Mérito Educacional, ele disse que é preciso lembrar os que já passaram pela Instituição e valorizar os que permanecem, bem como colaboradores e estudantes, “pela trajetória acadêmica e na sociedade”.

Ele contou que dois dias antes participou de evento semelhante na unidade de Itabuna, já na terceira edição, “mas nada se compara a este momento”, frisou. Embora admitindo que a saudação aos homenageados e aos convidados que lotaram o auditório exigia um pronunciamento solene, bem elaborado, o diretor confessou que preferiu “deixar o coração expressar o sentimento” e apenas agradecer.

O Mérito Educacional FTC foi entregue pela primeira vez este ano, contemplando os professores Antônio Carlos Argolo Martins, que recebeu a honraria do ex-aluno e também professor André Kaercher; Carlos Alberto de Andrade Carvalho, que recebeu a placa de Edson Virgínio Nogueira, vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB); Carlos Alberto Oliveira Brito, condecorado pela professora Katya Cedraz; José Lima de Menezes, que foi condecorado pelo servidor público José Ferreira Santos Filho.

A professora Maria Lúcia Servo foi agraciada pelo ex-aluno Thiago da Silva Santana; Maria Leny Souza de Oliveira, por Eduardo Teles; e Jorge Jesus de Almeida pelo professor Abiderman Moura. Também homenageados os professores Josué da Silva Mello, condecorado pelo radialista Jorge Bianchi; e Tecla da Silva Mello, que recebeu a honraria das mãos de Charleandro Freitas. Também foi indicado para receber o Mérito Educacional o professor e escritor Luiz Almeida.

A mesa da solenidade foi composta pelo professor Cristiano Lôbo; a diretora adjunta da FTC Feira de Santana, professora Marcly Amorim Pizzani; o presidente da Academia Feirense de Letras, Emanoel Freitas; o professor José Raimundo Pereira de Azevêdo, representando a Academia de Educação de Feira de Santana; e a presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Feira de Santana, Liacélia Pires Leal.

Outras publicações

Feira de Santana: Sodine inaugura neste sábado a sua mais nova filial A conceituada empresa Sodine é especializada em material escolar, para escritório, informática e brinquedos educativo, inaugura neste sábado (17) às ...
Projeto ‘Feira da Praça’ é opção de lazer em Feira de Santana Vista aérea da Praça da Matriz em Feira de Santana. Com 42 expositores de diversos segmentos, como gastronomia, moda, artesanato, artigos para casa,...
Festa de Vaqueiro e louvores aos padroeiros movimentaram distritos de Feira de Santana A beleza dos cavalos e vaqueiros vestidos de couro ganhou as ruas do povoado de Rio do Peixe. A beleza dos cavalos e vaqueiros vestidos de couro gan...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br