Cachoeira: contação de histórias abre programação da Fliquinha 2015

A Fliquinha tem uma programação com atrações voltadas para o público infanto-juvenil dentro da Flica 2015.

A Fliquinha tem uma programação com atrações voltadas para o público infanto-juvenil dentro da Flica 2015.

Atração que estimula a leitura, a oralidade e a criatividade infantil será apresentada pela educadora Lucianna Ávila, com a participação do músico Marcos Bezerra. Promover o envolvimento das crianças na história estimulando a imaginação e o voar livremente pelo mundo repleto de lirismo e personagens lúdicos é um dos objetivos da educadora e contadora de histórias Lucianna Ávila durante sua apresentação na abertura da Fliquinha – espaço infantil na Festa Literária Internacional de Cachoeira, dia 15 de outubro de 2015 (quinta-feira).  E a história que promete prender a atenção dos pequenos e ainda chamar atenção para valores como amizade e determinação é “O Voo da Zica”, de autoria de Lucianna. “Estamos preparando uma contação especial para a Fliquinha com elementos lúdicos e trilha musical ao vivo de Marcos Bezerra”, revela a contadora.

A contação de histórias é um importante recurso para o estímulo à leitura e o desenvolvimento da linguagem oral e escrita. Não é à toa o encantamento das crianças durante as apresentações de Lucianna. “São anos de estudo e aprendizagem prática com o público infantil e as diversas expressões faciais que eles apresentam durante a performance não deixam dúvidas quanto ao seu envolvimento”, relata a educadora ao falar sobre a receptividade das crianças ao seu trabalho.

A experiência da contação de história é capaz de despertar na criança a criatividade, a expressão das emoções, a vontade de interagir e a formação do senso crítico, mas principalmente o sonho e a imaginação. Vale lembrar que a contação de histórias é uma prática antiga exercitada em diversas culturas como forma de preservação da identidade cultural e resgate das tradições.

Lucianna Ávila

Contadora de história por paixão, Lucianna Ávila sempre esteve envolvida no universo lúdico e infinito de possibilidades da literatura infantil. Utilizando-se da contação de história como instrumento da Psicopedagia, sua área de especialização, ela explica que a narração oral agrega o desejo de apoiar o desenvolvimento e incentivar a criatividade nas pessoas.

Lucianna conta, ainda, que foi uma leitora voraz na infância, mas que na adolescência se afastou da literatura, sendo a contação de histórias um dos motivadores para essa redescoberta prazerosa. Ela também é escritora e está em fase de preparação para a publicação de seu primeiro livro.

Agenda

Quando: 15 de outubro (quinta-feira) de 2015, às 09h30min

Onde: Conjunto do Carmo – Praça da Aclamação, s/n – Cachoeira

Outras publicações

Lançamento de livro comemora 173 anos de Cachoeira A cidade histórica de Cachoeira, a 120 quilômetros de Salvador, completa, neste sábado (13/03/2010), 173 anos. Para comemorar a data, uma série de ati...
Ministério Público denuncia Demóstenes Torres, Cachoeira e ex-diretor da Delta O ex-senador Demóstenes Torres foi denunciado na Justiça de Goiás pela prática de oito crimes de corrupção passiva e pelo crime de advocacia administ...
Flica 2016 – Cachoeira: atividades culturais movimentam o Educar para Transformar durante festa literária Espaço Educar Para Transformar concentra atividades do Governo do Estado na 6ª Festa Literária Internacional de Cachoeira (FLICA 2016). Pelo segundo...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br