Anvisa aprova novo óleo funcional que auxilia no emagrecimento

Venda de óleo de Baru é aprovado pela Anvisa.

Venda de óleo de Baru é aprovado pela Anvisa.

Proporcionar uma nutrição equilibrada, auxiliar na perda de peso e na busca por um abdômen definido. Essa é a proposta da Global Suplementos, especialista em suplementação alimentar, ao desenvolver e lançar no mercado o Óleo de Baru, poderoso suplemento nutricional que acelera o metabolismo e auxilia no emagrecimento.

Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 51% da população brasileira está obesa. Com essa tendência, a indústria de alimentação tem avançado em pesquisas que buscam alimentos funcionais. Os óleos, como o de coco e de cártamo, surgiram dessa demanda nutricional, em busca de equilibrar o funcionamento do corpo e do peso. Agora é a vez do Óleo de Baru roubar a cena.

Benefícios – Extraído da semente da castanha de baru, o produto possui propriedades nutricionais por ser rico em ácidos graxos – ômega 3, ômega 6 e ômega 9 –  proteínas, fibras, além de ser fonte de minerais, como cálcio, ferro e zinco. O baru aumenta a atividade das enzimas antioxidantes e desempenha papel importante na redução do estresse, um dos principais agente causadores do ganho de peso.

Com propriedade sacietógena tão grande quanto a chia, o produto desempenha ação cardioprotetora, uma vez que promove a redução do colesterol LDL e aumento nos níveis do colesterol HDL, o chamado bom colesterol. “Quando nosso laboratório de pesquisa e desenvolvimento teve contato com a semente de baru, ficamos impressionados com a qualidade nutricional oferecida pelo alimento. Os índices de lipídios, fibras, ferro e cálcio foram os que mais impressionaram. Imediatamente tivemos a certeza de que essa semente mudaria a qualidade nutricional dos brasileiros”, destaca Patrícia Lopes, nutricionista da Global Suplementos.

Comprovação – Um estudo realizado na Universidade Federal de Goiás avaliou o efeito do consumo de baru em mulheres com excesso de peso. As 46 voluntárias foram divididas randomicamente em dois grupos, sendo que um consumiu 20g de castanha de baru e outro de 800 mg de maltodextrina, suplemento de carboidrato complexo, ao dia. A pesquisa teve duração de oito semanas e foram analisadas a composição corporal (peso, IMC, massa livre de gordura, percentual de gordura corpórea), pressão arterial, concentrações de colesterol total, dentre outros índices.

Os dois grupos apresentaram redução no IMC, massa corporal total e circunferência da cintura. Contudo, o grupo de consumiu a castanha de baru teve uma redução de circunferência de cintura 1,7 vezes maior que o grupo que consumiu maltodextrina, o que significa uma redução de 5.5 cm de cintura e 1.5kg de gordura, além é claro de ter registrado maior redução de peso. A conclusão mostrou que o baru aumenta a atividade das enzimas antioxidantes, melhora o perfil lipídico e reduz a adiposidade em mulheres obesas.

Mercado – Lançado com exclusividade pela Global Suplementos, o produto foi registrado e aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em 2014, e promete ser um companheiro para quem quer perder peso e suplementar a alimentação com nutrientes funcionais. “Estamos entusiasmados com esse lançamento. Ficamos muito felizes por conseguir desenvolver um produto rico em nutrientes que certamente vai ajudar milhares de brasileiros que lutam contra o excesso de peso”, afirma Cyntia Esberard, diretora comercial.

A meta da empresa é até o final do ano estar com o Óleo de Baru em milhares pontos comerciais, fazendo o produto atingir o país inteiro. O produto começa a ser vendido no dia 1 de outubro. “A princípio, poderá ser encontrado à venda na internet, em sites especializados em suplementação e alimentação funcional, como: www.natue.com.br. No entanto, estamos trabalhando muito para aumentar o número de pontos de venda a fim de colocar  produto à disposição de cada vez mais brasileiros”, finaliza.

Outras publicações

ALBA: deputado José de Arimateia realiza ato pelo Novembro Azul e Negro Deputado José de Arimateia promove ato de conscientização das patologias relacionadas a diabetes, câncer de próstata e doença de falciforme. Em alus...
Deputado Alan Sanches critica falta de alguns equipamentos do HGE2 Fachada do Hospital Geral do Estado 2 (HGE2). Através de ofício de número 09/2016, o deputado estadual Alan Sanches (DEM), baseado na lei de transpa...
Feira de Santana: hospital da criança é o maior do Norte e Nordeste O Hospital Estadual da Criança (HEC), em Feira de Santana, onde Wagner participa de caminhada amanhã (23/07/2010), vai realizar 48 mil consultas, 24,3...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br