+ Manchetes >

Anamages assina moção de repúdio contra atitude deselegante, deseducada, e ofensiva praticada por advogados de Jequié contra a presidência do Tribunal de Justiça da Bahia

Anamagens emite moção de apoio ao trabalho do presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, desembargador Eserval Rocha, e de repúdio contra advogados que agem de forma deselegante, deseducada, e ofensiva contra a magistratura baiana.

Anamagens emite moção de apoio ao trabalho do presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, desembargador Eserval Rocha, e de repúdio contra advogados que agem de forma deselegante, deseducada, e ofensiva contra a magistratura baiana.

A Associação Nacional de Magistrados Estaduais (ANAMAGES) publicou, hoje (10/10/2015), moção de repúdio contra atitude deselegante, deseducada e ofensiva praticada por advogados do Município Jequié contra a presidência do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) e, extensivamente, contra a magistratura estadual.

Assinada pelo presidente da Anamages, juiz Magid Nauef Lauar; e pelo Vice-Presidente Regional Nordeste II, desembargador Baltazar Miranda Saraiva a moção relata e repudia o ato antirrepublicano,  praticado por alguns poucos advogados, de retirar-se de uma sessão pública.

– A atitude desrespeitosa e deseducada contra o Chefe do Judiciário da Bahia merece repulsa imediata, eis que pode se repetir contra qualquer dos membros do Poder, que ficará a mercê de exigências descabidas, e imposições desmedidas, em local e horário impróprios, conturbando eventos previamente agendados, em total desrespeito à Magistratura, servidores e jurisdicionados. – Afirma Anamages.

A moção pode ser lida como mais um apoio ao trabalho executado pelo presidente do TJBA, desembargador Eserval Rocha. A gestão Eserval Rocha tem se destacado por medidas efetivais no sentido de modernizar o Poder Judiciário, com a subsequente valorização dos magistrados de primeiro grau.

Confira a íntegra da Moção de Repúdio

A Associação Nacional dos Magistrados Estaduais – ANAMAGES vem a público manifestar seu repúdio à atitude deselegante, deseducada, e ofensiva praticada contra um de seus associados, o Desembargador ESERVAL ROCHA, Presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, por advogados da Cidade de Jequié, na Bahia.

No dia 7 de outubro do corrente, no salão do Júri da Comarca, ao ser convidado para integrar a mesa de trabalhos, no evento de instalação da Vara da Infância e da Juventude, solenidade em que lhe seria franqueada a palavra (embora fora do protocolo), o presidente da OAB local retirou-se do recinto, levando consigo advogados. O ato deselegante e ofensivo ocorreu porque o Presidente do Tribunal e seus Juízes Auxiliares comprometeram-se a recebê-los em reunião, logo após a cerimônia, e não antes do evento, como exigiam os causídicos.

A agressão foi dirigida, não apenas contra o Presidente do Tribunal baiano, mas contra toda a Magistratura. A atitude desrespeitosa e deseducada contra o Chefe do Judiciário da Bahia merece repulsa imediata, eis que pode se repetir contra qualquer dos membros do Poder, que ficará a mercê de exigências descabidas, e imposições desmedidas, em local e horário impróprios, conturbando eventos previamente agendados, em total desrespeito à Magistratura, servidores e jurisdicionados.

Por tudo o que se expôs, a ANAMAGES repudia o comportamento deseducado e agressivo dos advogados de Jequié, na Bahia, contra a Magistratura.

JUIZ MAGID NAUEF LAUAR

Presidente

DESEMBARGADOR BALTAZAR MIRANDA SARAIVA

Vice-Presidente Regional Nordeste II

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia).