14ª Parada LGBT de Feira de Santana acontece no dia 18 de outubro

Cartaz da 14ª Parada LGBT de Feira de Santana.

Cartaz da 14ª Parada LGBT de Feira de Santana.

O Projeto da 14ª Parada LGBT de Feira de Santana – “Reafirmando valores, celebrando a vida!”, foi apresentado a sociedade civil, poder Executivo e Legislativo, instituições públicas e privadas, no dia 17 de Setembro de 2015 e será executado dia 18 de outubro de 2015, com concentração às 13h00 em um espaço entre o Espaço de Cultural Marcos Moraes e o Espaço Verde da praça de alimentação no centro da Av. Getúlio Vargas, próximo ao Espaço de Cultura marcos Moraes.

Apresentando um novo conceito de luta por direitos das minorias, desfazendo todas as conotações pejorativas existentes, bem como o preconceito e homofobia. Foi elaborado um projeto de organização do evento este ano tratando de forma mais séria este ato público, político, de democratização. “Houve uma metodologia utilizada na confecção do mesmo, firmando a justificativa para realização, bem como seu objetivo geral e específicos, afim de realizar estudos dos resultados apresentados pós evento” – Afirma Cristiano Queiroz, um dos idealizadores do Projeto.

Nesta perspectiva, Cristiano afirmou também que “a elaboração deste se fez necessária para captação de recursos por parte das empresas privadas do nosso município como uma contrapartida para os gastos referente a logística do evento, ornamentação e lanches da equipe de apoio”. Com estas parcerias firmadas, celebra-se a retomada da credibilidade do Grupo de Liberdade, Igualdade e Cidadania Homossexual – GLICH e a certeza de novos parceiros para caminhada.

Quanto a estruturação do projeto, dia 16 de outubro de 2015, será feita uma Blitz, ou seja, uma Chamada corpo-a-corpo nas ruas da cidade convidando as pessoas a participarem do evento. Já  no dia 18 de outubro, dia da concretização do Projeto, a concentração acontecerá as 13h00 em um espaço entre o Espaço de Cultural Marcos Moraes e o Espaço Verde da praça de alimentação, onde será instalada uma Feira da Diversidade e Cidadania que contará com stands da Feira Produtiva, Embelleze, Estação Juventude, Balcão de Direitos Humanos – OAB/FSA-BA, o Centro de Referência Municipal DST/HIV/AIDS – este com palestra sobre DST/HIV/AIDS, distribuição de preservativos e a disponibilização de uma unidade móvel de testagem para HIV, Sífilis e Hepatites Virais.

Respectivamente neste mesmo espaço, teremos o Palco da Diversidade Christy Helmayd – Cristin Antônio de Almeida, era um dos mais ativos promotores de eventos e colunistas sociais de Feira de Santana, que foi assassinado na madrugada do dia 08 de julho de 2015. Sendo ele uma representação LGBT, resolvemos por homenageá-lo com devida autorização dos seus parentes e familiares. Neste palco, haverá apresentações artísticas de todos os segmentos, a fim de promover a diversidade e união entre as minorias, bem como a dinâmica dos grupos e apoios.

Apresenta-se também o Circuito da Diversidade Rafael Carvalho que com saída e chegada na Feira da Diversidade e Cidadania, o circuito vai do Cruzamento da Av. Castro Alves com a Av. Getúlio Vargas até o Monumento à Maçonaria na Av. Getúlio Vargas. Sobre a homenagem, Rafael Carvalho, foi uns dos presidentes e fundador do Grupo de Liberdade Igualdade e Cidadania Homossexual – Glich, que faleceu no dia 23 de agosto de 2013. Por suas lutas como ativista de direitos humanos LGBT e atuação por longo período de sua vida, resolvemos por nomear o circuito com seu nome. “O circuito foi reduzido e pensado para melhor execução das atividades e organização da 64ª Companhia Independente de Polícia Militar, para garantir a segurança e apoio aos participantes.” – Concluiu Cristiano.

Tendo como missão principal reafirmar os valores da Parada LGBT e a celebração da vida com prevenção, a articulação e estruturação deste, contou com o presidente do GLICH, Thiago Oliveira, Cristiano Queiroz, estudante de Gestão Pública pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia – UFRB e Leandro Mascarenhas, estudante de Serviço Social da Anhanguera Feira de Santana/BA.

O movimento LGBT carrega muito preconceito e conotações pejorativas, principalmente pelas participações do grupo em paradas LGBT e etc., porém, o objetivo essencial é o de conscientizar as pessoas das diferenças, e da importância do respeito entre elas e suas individualidades.

Outras publicações

Feira de Santana: vereador Pablo Roberto critica gestão de José Ronaldo e diz que “precisa modernizar” Pablo Roberto: "Feira de Santana precisa modernizar a forma de gestão". Em entrevista, o edil Pablo Roberto avaliou o mandato, destacou ações da adm...
Confira a coluna de Antônio José Larangeira de 19 de julho de 2014 Governador Jaques Wagner e a Região Metropolitana de Feira de Santana, quando terá seu Colegiado e funcionamento? José Carlos Moraes Lima, presid...
Governo do Estado investe na infraestrutura do aeroporto de Feira de Santana Aeroporto de Feira de Santana recebe investimentos na melhoria da pista de pouso. A informação foi dada pelo diretor da Mazza Engenharia, Anísio Mor...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br