Vereador Luiz Augusto de Jesus afirma permanência na presidência do PEN de Feira de Santana

Luiz Augusto de Jesus (Lulinha) permanece na presidência do PEN.

Luiz Augusto de Jesus (Lulinha) permanece na presidência do PEN.

Em discurso proferido na tribuna da Casa da Cidadania, nesta segunda-feira (28/09/2015), o vereador Luiz Augusto de Jesus – Lulinha (PEN), afirmou sua permanência na presidência do Partido Ecológico Nacional – PEN. “Eu quero dizer aqui que eu continuo presidente do PEN, até hoje eu sou presidente do PEN, eu não sei amanhã, porque quem decide é o presidente do Diretório Nacional e o presidente do Diretório Estadual”, afirmou.

O edil informou que, recentemente, esteve em Salvador conversando com o diretor de organização do PEN, bem como com o presidente do Diretório Estadual do referido partido, “que disse que, até o momento, eu continuo como presidente do PEN, em Feira de Santana, por justiça, porque sou vereador desta Casa, sou o único vereador do PEN nesta cidade, fui candidato a deputado estadual pelo partido, sendo o candidato do PEN mais votado da Bahia, com quase 13 mil votos. Então, é mais do que justo eu ficar como presidente”, avalia.

Lulinha acrescentou: “mas, se o presidente do PEN, que comanda o partido a nível estadual, achar por bem que não me quer como presidente do PEN, em Feira de Santana, vamos discutir, vamos sentar. Já conversei com ele e ele me atendeu muito bem, passamos para ele os problemas da cidade e ficou de a gente ter uma nova conversa. No entanto, afirmou que, até o momento, eu continuo presidente do partido, em Feira de Santana”.

O vereador disse que a presidência de um partido não lhe envaidece. “Mas se todos estão aí buscando a presidência, por que não eu ser o presidente do meu partido. Eu acho que não tem nada demais, isso aí não quer ofender o ex-presidente do partido nessa questão. A informação é que ele está buscando outra legenda para sair candidato, não era escondido, todo mundo sabia disso que ele vinha procurando outra legenda para sair do partido”, afirmou.

Lulinha fez questão de salientar que também é um dos fundadores do PEN, em Feira de Santana. “Eu era vice-presidente e, agora, atual presidente do partido. Se Erivelton, que comanda o partido hoje a nível estadual, achar necessário a minha saída do partido, eu sairei sem nenhum problema, irei buscar outros horizontes, mas iremos conversar e tomar esta decisão juntos, porque ele é uma pessoa decente e mostrou isso”, pontuou.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Facebook do JGB

Publicações relacionadas

+ Publicações >>>>>>>>>

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br