Sessão solene marca aniversário de 182 anos de emancipação política de Feira de Santana

Sessão solene marca aniversário de 182 anos.

Sessão solene marca aniversário de 182 anos.

Na tarde desta sexta-feira (18/09/2015), a Casa da Cidadania realizou sessão solene pela passagem dos 182 anos de emancipação política de Feira de Santana. O evento contou com palestra especial do doutor em Medicina e Saúde Humana, Antônio César de Oliveira, que é professor adjunto da Universidade de Feira de Santana, médico nefrologista do Instituto de Urologia e Nefrologia (IUNE) e preceptor da residência de Clínica Médica – Secretaria de Saúde do Estado da Bahia/Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA).

A sessão foi conduzida pelo presidente do Legislativo feirense, vereador Reinaldo Miranda – Ronny (PSDB), que compôs a mesa de honra juntamente com o médico Antônio César de Oliveira; o prefeito José Ronaldo de Carvalho e o procurador geral do Município, Cleudson Santos Almeida.

A vereadora Eremita Mota (PDT) foi a responsável por saudar os presentes. Ela externou a alegria e satisfação do Legislativo feirense em promover uma sessão solene para comemorar mais um aniversário de Feira de Santana. “Em nome de todos os edis desta Casa, venho parabenizar a todos os munícipes os quais, com seu trabalho e luta, cumprem sua missão, contribuindo para o desenvolvimento da nossa cidade”, disse.

Em sua opinião, os feirenses estão sempre demonstrando de alguma forma como podem contribuir para uma cidade melhor, mais justa, com união e progresso. “Estão sempre sonhando para concretizar nossos desejos, pautado em prol da coletividade. Queremos tornar realidade, ver nosso povo de mãos dadas junto a um só ideal: que é o bem comum”.

Palestrante oficial

Antônio César de Oliveira, após saudar os presentes na sessão solene e agradecer ao Legislativo feirense pelo convite para proferir a palestra em comemoração ao aniversário da cidade, ele iniciou sua explanação ressaltando a importância de se buscar fatos memoriais do município.

“Sou nascido no Dom Pedro, tangi boi com meu pai em direção aos currais do Campo do Gado, fiz feira na feira livre, e como morava na roça, sem luz e sem TV, me alegrava comprar um jornal uma vez por semana quando meu pai ia ao Café São Paulo, daí meu gosto pela imprensa. Tenho, portanto, como todos os senhores esta memória desta Feira de caçoas e tropeiros”, destacou.

Em sua opinião, “esta é uma memória que não devemos renunciar, pois toda vez que nos perdemos de nossas referências cairmos em um vazio em que tudo perde o limite e nada se torna importante. E se não lembramos, não seremos lembrados”, avalia.

Porém, o palestrante disse que é preciso que Feira de Santana não seja olhada apenas com os olhos de encantamento passado, “com o ar saudosista com que, às vezes, pronunciamos o nome da Santana dos Olhos D’água. É crucial que olhemos para diante traçando objetivos claros e exigências para a cidade que desejamos”.

Antônio César de Oliveira questionou o que é uma cidade e, em seguida, após citar o filósofo grego Sócrates, disse que uma cidade são os cidadãos e seus dirigentes. “Pesa, então, sobre cada um de vocês com mandato, ou cargo, a responsabilidade, para o bem e para o mal, dos sucessos e insucessos de seus atos ou recusas. Os vereadores, em particular, respondem não só pelos espaços onde buscaram votos, mas pela coletividade, garantindo a urbanidade e regulando as decisões municipais”, disse.

Ele completou: “e isso exige que se atentem sempre a manter a voz ativa, independentemente de suas filiações políticas, compromissos ou objetivos pessoais. Aos que nos dirigem lembro que a história não perdoa os erros, nem abona os que falham. Então, vivam seu compromisso de forma plena com esta dinâmica em prol de Feira para ajuda-la a enfrentar seus desafios”, orientou.

O palestrante destacou a importância, problemas, avanços e os desafios de Feira de Santana, para que a cidade possa continuar se desenvolvendo e, consequentemente, melhorando a qualidade de vida dos seus habitantes.

“Desde que passamos a ter 90% da população na área urbana as cidades se tornaram mais que um aglomerado habitacional, e sim um espaço no qual precisamos encontrar a satisfação de todas as nossas ambições. E Feira deve e pode ser o local para realizemos nossas expectativas, porque temos uma cidade com extraordinário potencial”, declarou.

Antônio César de Oliveira ressaltou que, neste momento, Feira de Santana vive um período decisivo. “Precisamos tomar decisões precisas para termos uma cidade saudável, sustentável, segura, viva, inclusiva e multifuncional. Para isso devemos mapear seus problemas, amplificar seus potenciais, discutir com quem fez testar e executar. Acreditem, estamos no limiar da cidade que queremos ter e da qualidade de vida que queremos oferecer aos moradores e visitantes”.

O palestrante salientou que Feira de Santana está prestes a deixar de ser cidade para região metropolitana. Para ele, não é mais possível construir uma cidade sem a participação popular. “É muito salutar a iniciativa da Câmara Itinerante que o presidente do Legislativo feirense implantou”, destacou, citando outros exemplos de intervenções que ocorreram no mundo a partir da coletividade.

Antônio César de Oliveira fez questão de ressaltar que Feira de Santana é um território livre e uma cidade disposta ao progresso. “Tem sido feita ao redor do mundo e Feira tem uma extraordinária vocação para crescer quando bem estimulada. Então, cidadãos, dirigentes, eu lhes digo: Feira estende seus sonhos, neste aniversário, sob seus pés. Pisem com cuidado, pois estão pisando sobre o sonho de 600 mil feirenses”, alertou.

Chefe do Executivo Municipal

O prefeito José Ronaldo entregou uma placa em agradecimento ao palestrante do evento e, posteriormente, parabenizou Feira de Santana. Na oportunidade, o chefe do Executivo Municipal informou que, no dia de ontem, foi representado pelo secretário de Comunicação Social, Valdomiro Silva, em um evento da Revista ISTOÉ, na cidade de São Paulo, onde o município de Feira de Santana foi premiado por lograr êxito em várias áreas sociais.

De acordo com o prefeito, a Revista ISTOÉ contemplou as “melhores cidades do Brasil. “Trata-se de um estudo inédito da ISTOÉ, destinado a valorizar as boas práticas das administrações públicas municipais por todo o país, a partir da análise de mais de 500 indicadores nas esferas fiscal, econômica, social e digital”, ressaltou.

O prefeito José Ronaldo anunciou também vários benefícios que estão chegando ao município na área da educação, cultura, tecnologia e transporte, a fim de que haja mais avanços sociais.

Em seguida, foi apresentado no telão do plenário da Casa da Cidadania um vídeo com depoimentos dos 21 vereadores, onde eles externaram sua gratidão em viver e representar politicamente a cidade.

A sessão comemorativa também foi prestigiada pelos vereadores, deputados estaduais (Carlos Geilson e José de Arimatéia), profissionais da imprensa, secretários municipais, lideranças políticas e pessoas da comunidade.

Outras publicações

Você sabe o que é proloterapia? Médico oferece em Feira de Santana tratamento para dor Maurício de Almeida informa que tratamento para dor está disponível em Feira de Santana. É comum encontrarmos pessoas procurando tratamentos para do...
Feira de Santana | Caravana do Jacuípe em comemoração ao ‘Dia da Árvore’ Vista aérea do Rio Jacuípe em Feira de Santana. O Dia da Árvore será comemorado com passeio para as margens do Rio Jacuípe no município de Feira de ...
Traficante é presa em Feira de Santana, e em sua casa é encontrado grande quantidade de drogas Investigadores da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes de Feira de Santana, encontraram e apreenderam na residência da traficante Clécia Borges da Sil...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br