Salvadora: “empresa contratada para gerenciar UPA é investigada pelo TCU”, denuncia vereadora Aladilce Souza

Aladilce Souza: "É estranho que uma fundação com tantos problemas no interior seja trazida para a capital.".

Aladilce Souza: “É estranho que uma fundação com tantos problemas no interior seja trazida para a capital.”.

A vereadora Aladilce Souza (PCdoB) solicitou ao secretário municipal de Saúde, José Antônio Rodrigues Alves, informações sobre todos os processos de licitação ou dispensa referentes à contratação do Instituto Médico Cardiológico da Bahia (IMCBA). Apesar de ser investigada por diversas irregularidades, a empresa, fundada em 2007, foi contratada para gerenciar unidades de saúde do município, serviço já prestado em cidades do interior do estado como Madre de Deus, Candeias, Berimbau e São Francisco do Conde. Em Salvador, o IMCBA administra as UPAs San Martin e Adroaldo Albergaría e passará a gerenciar a UPA São Cristóvão, conforme publicado Diário Oficial do Município em 20 de agosto.

O Tribunal de Contas da União(TCU) investiga o contrato, entre o município de Candeias e o instituto, que teria sido firmado sem que a entidade estivesse qualificada como organização social. Além dessa investigação, a fundação também é acusada de prestar serviço de má qualidade, tratar com descaso os usuários e não manter as condições de estrutura básicas para o funcionamento de determinadas unidades.

Segundo a comunista, a solicitação feita ao secretário tem respaldo nas reiteradas denúncias de irregularidade nos serviços prestados pela empresa. “É estranho que uma fundação com tantos problemas no interior seja trazida para a capital. Se ela é ilegal lá por que seria legal aqui? Temos 1500 concursados da saúde para serem convocados e, por isso, não vejo necessidade de terceirizar esse serviço. A prefeitura se comprometeu a mandar um cronograma para chamar os concursados até outubro e esperamos que isso seja cumprido”, declarou Aladilce.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br