Papa denuncia fabricantes e traficantes de armas

Papa Francisco ( Jorge Mario Bergoglio).

Papa Francisco ( Jorge Mario Bergoglio).

O papa Francisco denunciou hoje (02/09/2015), na audiência geral semanal, os fabricantes e traficantes de armas, “manchados com o sangue de tantos inocentes”. Na praça de São Pedro, o papa lembrou que na Ásia se comemora o fim da Segunda Guerra Mundial.

Em 15 de agosto, depois do bombardeio nuclear de Nagasaki, no Japão, e da declaração de guerra da União Soviética, o imperador Hirohito anunciou o cessar-fogo. Em 2 de setembro, o Japão assinava a rendição incondicional, pondo fim à Segunda Guerra Mundial.

O papa pediu que “no mundo de hoje não se volte a viver os horrores e sofrimentos terríveis de tragédias como aquela”. No entanto, sublinhou o papa, o mundo continua a viver estas tragédias e recordou as “minorias perseguidas, os cristãos perseguidos e a loucura da destruição”.

“Que não haja mais guerra. Este é o grito dos nossos corações, dos corações de todos os homens e mulheres de boa vontade”, disse o papa.

*Com informação da Agência Brasil

Outras publicações

Brasil e Estados Unidos assinam acordo de cooperação militar Representantes dos governos brasileiro e norte-americano assinaram esta tarde, em Washington, um acordo de cooperação bilateral na área de Defesa. Ent...
Britânicos mantêm plano de explorar petróleo nas Malvinas As autoridades britânicas nas ilhas Malvinas (chamadas de Falklands pelos britânicos) afirmaram que a exploração de petróleo no arquipélago terá iníci...
‘Jet d’Eau, fonte de Genebra completa 125 anos O 'Jet d'Eau' é uma das atrações mais famosas de Genebra, no entanto, não foi originalmente construído para os turistas. A história da fonte está liga...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br