OAB Bahia – Eleições 2015: Luiz Gabriel Neves diz que participação de jovens cresce bastante na gestão atual

Presidente do Conselho Consultivo dos Jovens Advogados da OAB Bahia, Luiz Gabriel Neves.

Presidente do Conselho Consultivo dos Jovens Advogados da OAB Bahia, Luiz Gabriel Neves.

O presidente do Conselho Consultivo dos Jovens Advogados da OAB Bahia, Luiz Gabriel Neves, convida o grupo de colegas, denominado Força Jovem da Advocacia Baiana, a conhecer as realizações da atual gestão em prol da maior participação do segmento na Ordem. “Se existe ainda o impedimento de o advogado com menos de cinco anos de filiação eleger-se para o Conselho Seccional é porque a decisão depende de aprovação do Conselho Federal da OAB”, informa.

De acordo com Luiz Gabriel, o atual presidente da OAB Bahia, Luiz Viana, já se manifestou inúmeras vezes pelo fim da cláusula de inelegibilidade dos jovens advogados. “Foi na atual gestão que a comissão de jovens advogados ganhou o status de Conselho Consultivo, numa demonstração real de compromisso, atenção e reconhecimento da necessidade de maior participação desse segmento na definição dos rumos da Ordem”.

Luiz Gabriel se surpreende com a manifestação de desconhecimento dos colegas sobre os avanços obtidos nos últimos 2,9 anos. “É curioso que a Carta Aberta com reivindicações de mais espaço e poder nas deliberações seja apresentada ao presidente do IAB, Carlos Rátis. Durante os seis anos em que foi dirigente da OAB Bahia, sob a presidência de Saul Quadros, Rátis pouco fez para ampliar a participação dos jovens na Seccional”.

Para o presidente do Conselho Consultivo dos Jovens Advogados da OAB Bahia, tentativas de criação de factoides não se sustentam diante de fatos reais e indiscutíveis. “Sou testemunha, ao lado de outros milhares de jovens advogados baianos, dos avanços que conquistamos na atual gestão. Ou alguém já esqueceu que o valor referência, como remuneração mínima dos profissionais, uma antiga reivindicação, foi estabelecido pela atual direção da OAB-BA?”.

O piso salarial, segundo Gabriel, continua na pauta e, diante da impossibilidade legal de ser instituído pela Ordem, a atual direção vem se movimentando no sentido de sensibilizar o governo estadual e a Assembleia Legislativa pela aprovação da medida que dará mais dignidade ao exercício profissional da advocacia no estado.

“A lista de realizações e medidas para ampliar a participação dos jovens na entidade é grande nesta gestão”, afirma Luiz Gabriel. Segundo ele, já existem Conselhos Consultivos em 25 das 32 Subseções existentes e  inúmeros cursos, num volume quatro vezes superior ao de gestões anteriores, foram realizados pela ESA para o aprimoramento profissional. “Colegas, reitero o convite, venham conhecer o que temos feito”.

Outras publicações

Bahia ganhou 27 empreendimentos hoteleiros de grande porte nos últimos sete anos Inauguração do Grande Hotel Sesc Itaparica. Nos últimos sete anos, a Bahia ganhou 27 empreendimentos hoteleiros de grande porte, o que representa um...
Codevasf instala 15 mil cisternas na região norte do estado da Bahia Cisternas são instaladas no semiárido baiano pela Codevasf. A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) alcan...
Bahia particpa de Feira Internacional de Caprinos e Ovinos em São Paulo Exposição de animais, leilões, comércio e divulgação fazem parte da VIII Feira Internacional de Caprinos e Ovinos (Feinco), que termina, nesta sexta-f...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br