O Gigante da Colina em queda livre

Triste desilusão.

Triste desilusão.

Pela primeira vez, na era do Campeonato Nacional por pontos corridos, que um time (?) já é “considerado” rebaixado na virada do primeiro para o segundo turno. Matematicamente ainda tem chance, porém das 15 partidas que faltam para o término do campeonato, precisa vencer todas. Como pode acontecer este fenômeno se em 23 rodadas só conseguiu sair vitorioso em 3?

O Gigante da Colina (?) na opinião da grande maioria dos torcedores, já deu adeus à primeira divisão e, pela terceira vez, já se classificou como forte pretendente à segundona.

É inadmissível que clubes como Vasco, Vitória de Salvador, Botafogo, Palmeiras, Corinthians e até mesmo Bahia e Fluminense – estes dois últimos já disputaram até a terceirona e retornaram à primeira com virada de mesa – frequentem com tanta assiduidade as divisões inferiores. São agremiações de altos investimentos e que possuem, exceto Vitória e Botafogo, torcidas muito numerosas.

Não podem ser considerados, desta forma, como grandes do futebol brasileiro. Time grande que se preza e respeita sua torcida, nunca visita – principalmente com tanta frequência – as divisões inferiores.

No caso do Vasco sabemos que o principal responsável por esta campanha “ínfima” é a gestão ordinária praticada pelo senhor Eurico Miranda, que não se cansa de “soltar” diante das câmeras e dos microfones da imprensa, frases parvas sem conteúdo nenhum. Que ele vá para a Sibéria – mesmo duvidando de que alguém o aceite por lá – e leve consigo todo seu pacote de horrores.

Com certeza absoluta Roberto Dinamite dará belas gargalhadas e nós, torcedores rubro-negros, também.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Alberto Peixoto
Antonio Alberto de Oliveira Peixoto, nasceu em Feira de Santana, em 3 de setembro de 1950, é Bacharel em Administração de Empresas pela UNIFACS, e funcionário público lotado na Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia, atua como articulista do Jornal Grande Bahia, escrevendo semanalmente, é escritor e tem entre as obras publicadas os livros de contos: 'Estórias que Deus Duvida', 'O Enterro da Sogra, 'Único Espermatozoide', 'Dasdores a Difícil Vida Fácil', participou da coletânea 'Bahia de Todos em Contos', Vol. III, através da editora Òmnira. Também atua incentivador da cultura nordestina, sendo conselheiro da Fundação Òmnira de Assistência Cultural e Comunitária, realizando atividades em favor de comunidades carentes de Salvador, Feira de Santana e Santo Antonio de Jesus. É Membro da Academia de Letras do Recôncavo (ALER), ocupando a cadeira de número 26. E-mail para contato: [email protected] Saiba mais sobre o autor visitando o endereço eletrônico http://www.albertopeixoto.com.br.