Justiça nega pedido de suspensão da construção BRT Feira de Santana, mas ocupação em canteiro de obras continua

Ocupação permanece por tempo indeterminado no canteiro de obras do BRT de Feira de Santana.

Ocupação permanece por tempo indeterminado no canteiro de obras do BRT de Feira de Santana.

Apesar de o juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública, Gustavo Hungria, negar o pedido de liminar da Defensoria Pública para suspender as obras do BRT (sigla em inglês que significa Transporte Rápido por Ônibus), na quinta-feira (10/09/2015), a ocupação feita em parte do canteiro de obras no trecho entre as avenidas Maria Quitéria e Getúlio Vargas permanece.

Coletivos e entidades do Município estão organizados para pressionar a prefeitura contra o projeto do BRT e apontando para a necessidade de defender a construção de Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano participativo (PDDU), já que o atual, defasado, é de 1992.

Nesta terça-feira (15), às 18h, no Auditório Central da Uefs, está programada uma palestra com o tema “Mobilidade Urbana e Transporte Público: Parecer técnico sobre o BRT de Feira de Santana”. Participam o diretor da Adufs e membro do Grupo de Trabalho de Mobilidade Urbana da Uefs, Rosevaldo Ferreira, Fátima Silva, engenheira e especialista em BRT que já esteve em Feira de Santana para conhecer o projeto local, além de representantes da prefeitura, Associação de Arquitetos, Sindicato dos Engenheiros, Arquidiocese, Defensoria Pública e Ministério Público.

Intimação

O juiz Gustavo Hungria intimou o Município e a Via Engenharia para que apresentem, em 15 (quinze) dias, o plano de retirada das árvores da Avenida Getúlio Vargas, ou o meio de reposição ambiental.

Na decisão judicial, Hungria indeferiu a liminar da Defensoria Pública por entender que o assunto já tinha sido julgado favorável à prefeitura pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) em outra ação movida pelos defensores públicos.

*Com informações da Adufs.

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: diretor@jornalgrandebahia.com.br.